Início Cultura Língua Portuguesa: a curiosa origem da palavra Saudade

Língua Portuguesa: a curiosa origem da palavra Saudade

Qual é a origem da palavra saudade? E ela é exclusiva da Língua Portuguesa? Descubra mais um dos segredos do belíssimo idioma português.

22311
0
Língua Portuguesa
Língua Portuguesa

É uma das mais bonitas palavras da Língua Portuguesa e há quem defenda que é impossível de traduzir noutros idiomas. A saudade exprime um conjunto enorme de sentimentos, muito típicos dos portugueses e dos povos que falam português, com especial destaque para os brasileiros. Mas afinal de contas, qual é a origem da palavra Saudade?

Há quem defenda que a nossa saudade vem do árabe saudah (como o brasileiro José António Tobias e o português António Borges de Castro) e quem entenda, como a eminente filóloga portuguesa Carolina Michaelis de Vasconcellos, que a origem da palavra está no latim.

De acordo com alguns especialistas, em árabe, as expressões suad, saudá e suaidá significam sangue pisado e preto dentro do coração, além de serem metáforas de profunda tristeza.

Os árabes também designam o termo as-saudá para definir uma doença do fígado, diagnosticada por aquele povo como uma espécie de melancolia do paciente (SILVA, 2009, p.898).

No entanto, a maioria dos especialistas segue a perspectiva de Carolina Michaelis, o mesmo acontecendo com José Pedro Machado. Podemos ler, no seu Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa que a saudade vem do latim solitate, “isolamento, solidão”, através das formas soidade e suidade (séc. XIII – D. Dinis), soedade (séc. XV – Alfonso Alvares), suydades (séc. XVI – Gil Vicente), até à saudade na actualidade.

Curioso é que solitate significa, na origem, solidão. Enquanto nas outras línguas românicas esse sentido foi mantido (é o caso do castelhano soledad, do italiano solitudine e do francês solitude), em português e no galego (soidade), alterou-se substancialmente. Assim, quando alguém dizia “tenho saudades de casa” estaria a querer dizer “sinto solidão por não estar na minha casa”.

Um caso particular é o do romeno dor (que não tem nada com a nossa dor, que nesta língua se diz durere), termo que significa exactamente o mesmo que a nossa saudade, com todas as suas implicações e matizes.

Quanto ao carácter único da palavra saudade e da impossibilidade de a traduzir em qualquer outra língua, transcrevemos um excerto da obra A Saudade Brasileira, de Osvaldo Orico (1948):

“Nenhuma palavra traduz satisfatoriamente o amálgama de sentimentos que é a saudade. Seria preciso nos outros países a elaboração de um conceito que também amalgamasse um mundo de sentimentos em apenas um termo.”

 

Recapitulando:

A palavra saudade vem do latim solitate. Do sentido original (solidão) evoluiu para o que conhecemos hoje: “sentimento melancólico causado pela ausência ou pelo desaparecimento de pessoas ou coisas a que se estava afectivamente muito ligado, pelo afastamento de um lugar ou de uma época, ou pela privação de experiências agradáveis vividas anteriormente”.

Há quem defenda, no entanto, que a palavra saudade vem do árabe saudah, que significa sangue pisado e preto dentro do coração e que também é usada como metáfora para definir a melancolia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here