Início Viagens As 8 grutas mais fantásticas de Portugal

As 8 grutas mais fantásticas de Portugal

Situam-se sobretudo no sul do país, Madeira e Açores. Descubra as 8 grutas mais fantásticas de Portugal.

3
Grutas de Alvados
Grutas de Alvados

Outrora foram utilizadas pelos nossos antepassados como refúgio e, portanto, ainda se podem encontrar alguns vestígios arqueológicos dentro das grutas. No entanto, estas fantásticas formações geológicas, não albergam apenas a memória dos nossos antepassados. Elas são, sobretudo, obras belíssimas da Natureza e dentro das grutas há, por vezes, imensos mundos por descobrir. Estas são as melhores grutas para visitar em Portugal.

 

1. Grutas da Moeda

Grutas da Moeda
Grutas da Moeda

As Grutas da Moeda são grutas calcárias localizadas em São Mamede, freguesia de São Mamede, concelho de Batalha,distrito de Leiria, em Portugal.

As grutas foram descobertas em 1971 por dois caçadores que andavam a perseguir uma raposa. A curiosidade levou-os a explorar o algar em toda a sua extensão, logo uma sala – a “Sala do Pastor”, repleta de formações calcárias. Durante perto de dois meses, os dois homens continuaram a escavar as estreitas fendas que se seguiram à primeira caverna, desvendando pouco a pouco as demais salas e galerias que hoje se incluem no percurso visitável.

 

2. Gruta dos Moinhos Velhos

Gruta dos Moinhos Velhos
Gruta dos Moinhos Velhos

A Gruta de Moinhos Velhos pertence ao conjunto de Grutas de Mira de Aire e localiza-se em Mira de Aire, no concelho de Porto de Mós, distrito de Leiria, em Portugal.

A gruta foi descoberta em 27 de Julho de 1947, ano em que foram realizadas as primeiras tentativas de exploração da gruta. Em 1948 alguns dos primeiros exploradores resolveram formar a Sociedade Portuguesa de Espeleologia, a primeira associação portuguesa do género.

 

3. Grutas de Alvados

Grutas de Alvados
Grutas de Alvados

As Grutas de Alvados foram descobertas em 1964 por um grupo de trabalhadores das pedreiras de calcário da Serra dos Candeeiros, ao ouvirem o cair das pedras num algar profundo.

Situadas numa região calcária, em pleno Parque Natural da Serra de Aires e Candeeiros, no Maciço Calcário Estremenho, as Grutas de Alvados são compostas por uma sucessão de salas de estalactites e estalagmites, ligadas entre si, com nomes sugestivos: Planeta Maravilhoso, Lago da Ponte, Sala das Estátuas, Lago das Maravilhas, Sala Bela Adormecida, Sala dos Ciprestes.

Calcula-se que as Grutas tenham mais de 180 milhões de anos, formadas na idade média jurássica, quando os dinossauros habitavam a região.

 

4. Algar do Carvão

Algar do Carvão
Algar do Carvão

O Algar do Carvão localiza-se na freguesia do Porto Judeu, no concelho de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, nos Açores.

Compreendido na Caldeira Guilherme Moniz, um antigo vulcão adormecido, neste Algar os visitantes podem descer até cerca de 100 metros de profundidade, e observar estalactites únicas no mundo pelas suas características de silicatos, e uma lagoa subterrânea, de águas cristalinas. Está classificado como Monumento Natural Regional.

 

5. Gruta da Nascente do Almonda

Gruta da Nascente do Almonda
Gruta da Nascente do Almonda

A gruta da nascente do Almonda desenvolve-se ao longo de mais de 10 km, constituindo um verdadeiro santuário da espeleologia nacional já que, no seu conjunto, representa a mais extensa rede cársica actualmente conhecida em Portugal.

Compõe-se de várias ribeiras subterrâneas que dão origem à nascente do rio Almonda.

 

6. Grutas de São Vicente

Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente

As Grutas de São Vicente são grutas de génese vulcânica, localizadas na freguesia e concelho de São Vicente, ilha da Madeira.

Estas grutas formaram-se há 890 mil anos atrás, a partir de uma erupção vulcânica ocorrida no Paul da Serra que foi descendo até o mar. Assim, a parte exterior, exposta a temperaturas mais baixas, se solidificou rapidamente, enquanto o interior continuou a correr com muitos gases, formando uma série de tubos de lava, que hoje constituem as grutas de São Vicente.

Foram divulgadas pela primeira vez em 1885, pela população local, e abertas ao público a 1 de outubro de 1996, sendo uma das primeiras grutas de génese vulcânica a serem abertas ao público em Portugal.

 

7. Gruta das Lapas

Gruta das Lapas
Gruta das Lapas

Localizam-se a 2 km de Torres Novas, na aldeia de Lapas, são caracterizadas por formações labirínticas. Constituídas por galerias que se desenvolvem sob a aldeia, formam um labirinto de difícil acesso nalgumas zonas, apresentando noutras largos corredores e salas espaçosas.

A sua utilização inicial seria residencial/funerária, tendo, ao longo dos tempos, servido para arrecadação, adegas e currais aos habitantes das Lapas. Classificada de Imóvel de Interesse Público em 1943.

 

8. Gruta do Escoural

Gruta do Escoural
Gruta do Escoural

A Gruta do Escoural é o ponto fundamental do sítio arqueológico do Escoural, situada na Herdade da Sala, no bonito concelho Alentejano de Montemor-o-Novo, freguesia de Santiago do Escoural, constituindo mesmo a única caverna conhecida até agora no País com gravuras e pinturas rupestres datadas do Período Paleolítico Superior.

A Gruta é constituída por várias salas e galerias que serviram populações há cerca de 50 000 anos, que ilustraram o seu interior com cenas do seu quotidiano.

A primeira ocupação remonta ao Paleolítico Médio, quando grupos de caçadores-recolectores neandertalenses utilizaram esta Gruta como abrigo temporário para a caça.

Já durante o Paleolítico Superior (35 000 a 8 000 a.C.), a área é reaproveitada como Santuário, onde são visíveis os vestígios decorativos da Arte Pré-Histórica.

3 COMENTÁRIOS

  1. Todas lindíssimas, mas hoje assisti a um programa no qual o guia dizia para a turista brasileira que estava gravando, que era uma das 10 grutas mais lindas de Portugal, onde ele chegou de barco, gostaria de saber qual é, pois sou casada com um português e ele não sabe qual é, e acho que não é nenhuma dessas que vi.
    Obrigada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here