Início Cultura As 50 palavras mais difíceis da Língua Portuguesa e os seus significados

As 50 palavras mais difíceis da Língua Portuguesa e os seus significados

Não desespere se não as conhecer a todas! As palavras mais difíceis da Língua Portuguesa são, na realidade, apenas palavras pouco usadas.

5099
0
palavras
Palavras difíceis

 

Há quem lhes chame palavras cultas ou palavras caras. Na realidade, são apenas palavras que muito pouca gente conhece. A Língua Portuguesa é um idioma riquíssimo e é perfeitamente normal que não conheça todas as suas palavras. Aliás… sabe quantas palavras existem na Língua Portuguesa? São mesmo muitas! Portanto… é perfeitamente natural que não as conheça a todas? 🙂 Por isso mesmo, não desespere e encare este artigo como uma forma de aprendizagem. Apostamos que, quando o acabar de ler, vai saber utilizar algumas destas palavras difíceis no seu dia-a-dia.

 

1. Escaler

Pequena embarcação, geralmente a remo, que serve para transbordo de mercadorias nos navios ou para pequenos serviços no mar.

 

2. Sainete

Pequena peça alegre do teatro espanhol, de que participam apenas duas ou três personagens. (Passou a designar um género para o qual se usa hoje em dia a pal. ingl. sketch.). Isca que se dá aos falcões para amansá-los. Qualidade agradável de alguma coisa, graça.

 

3. Bambúrrio

Êxito feliz e inesperado (principalmente no jogo). Sorte, acaso. Por bambúrrio, de modo feliz e imprevisto: ser aprovado por bambúrrio.

 

4. Alinhavo

Acto ou efeito de alinhavar. Costura provisória a ponto largo para guiar a costura definitiva.

 

5. Pingarelho

Indivíduo pobre ou mal vestido, mas com pretensões de dar na vista; pelintra. Homem esfarrapado.

 

6. Crestar

Queimar levemente, tostar. Dar cor de coisa queimada a; tornar trigueiro: o sol crestou-lhe o rosto.

 

7. Apropinquar

Aproximar ou aproximar-se.

 

8. Lazeira

Desgraça, infortúnio, calamidade. [Figurado] Fome: cair de lazeira. O mesmo que lepra.

 

9. Lampinho

Indivíduo que não tem barba; indivíduo imberbe.

 

10. Imarcescível

Que não murcha; repleto de vigor: planta imarcescível. [Figurado] Que não tem fim; que nunca se acaba: glória imarcescível. [Figurado] Que não se corrompe nem se altera; incorruptível.

 

11. Prosápia

Sequência do que dá origem a; linhagem, ascendência, raça. [Por Extensão] Comportamento da pessoa orgulhosa; orgulho, vaidade. [Por Extensão] Modo de vestir que denota ostentação, elegância afectada. [Por Extensão] Discurso elaborado; em que há exagero no modo de falar, de pronunciar.

 

12. Silente

Silencioso; desprovido de barulho; sem ruídos ou sons. [Por Extensão] Calado; que não fala; que não se expressa por meio de palavras.

 

13. Preito

Ajuste, concerto, pacto. Homenagem; vassalagem; dependência.

 

14. Deletério

Insalubre; que é capaz de prejudicar a saúde. [Por Extensão] Prejudicial; que causa destruição; que é nocivo. [Figurado] Degradante; que leva ao que é imoral ou corrupto; que corrompe. Genética. Diz-se do gene de fenótipo nocivo ao organismo.

 

15. Estúrdio

Desajuizado; que não expressa juízo; sem consideração. Incomum; que se afasta do normal. Esquisito; que designa estranheza. Diz-se das roupas que estão fora de moda; trajes extravagantes.

 

16. Camoeca

[Popular] Embriaguez que dá sono. Entorpecimento, sonolência.

 

17. Perfunctório

De duração curta; pouco duradouro; efémero. Que se faz só para constar e não por ser necessário; dispensável. Que é superficial; com pouca ou nenhuma relevância; fraco, ligeiro.

 

18. Pernóstico

Que é pretensioso; malcriado, afectado. Que tem excesso de confiança em suas próprias qualidades ou que se orgulha de si próprio; presumido.

 

19. Procrastinar

Adiar; deixar alguma coisa para depois: procrastinei o começo do trabalho. Transferir a realização de alguma coisa para um outro momento; prorrogar para outro dia: procrastinei a viagem para o ano que vem; não fazia nada e gostava de procrastinar.

 

20. Lépido

Cheio de alegria, jovialidade; alegre, contente, risonho, jovial. Que é rápido; ligeiro, ágil: atleta lépido e competente.

 

21. Húbris

Excesso de orgulho; comportamento arrogante, insolente; arrogância, insolência. [Mitologia] Conceito usado na antiguidade grega para sinalizar um comportamento desmedido, desregrado ou excessivo, que contrariava ou desafiava os deuses e causava o declínio, a ruína de quem se comportava desta forma.

 

22. Menoscabar

Tornar imperfeito; deixar incompleto. [Figurado] Desacreditar, desdourar, deslustrar. Fazer pouco de; desprezar.

 

23. Diáfano

Transparente; que possibilita a passagem da luz através de sua massa compacta sem que haja prejuízo na percepção das formas dos objectos; translúcido. [Figurado] Demasiadamente magro; muito magro. [Figurado] Que não tem essência; impreciso ou vago.

 

24. Veneta

Acesso repentino de loucura. [Por Extensão] Capricho repentino; telha, tineta. Dar na veneta, vir à lembrança: deu-me na veneta sair cedo.

 

25. Níveo

Que se pode referir à neve; que possui cor ou aspecto de neve; branco, nevado ou alvo.

 

26. Sevandija

Pessoa que explora financeiramente outra; quem vive à custa alheia. Pessoa vil; quem é baixo, ignóbil ou desprezível. [Figurado] Quem não mostra ressentimento diante de humilhações.

 

27. Antanho

No ano passado. Outrora, nos tempos idos: as querelas de antanho desapareceram.

 

28. Adejar

Esvoaçar, voejar, pairar. [Figurado] Agitar-se de leve, mover-se; circular: adejam novas ideias.

 

29. Bonomia

Característica, particularidade ou comportamento característico de uma pessoa boa; modo de agir de quem não tem malícia.

 

30. Azevieiro

Finório, esperto, sagaz; atiradiço.

 

31. Lábil

Diz-se dos compostos químicos pouco estáveis, notadamente ao calor, como certas proteínas, as vitaminas etc. Que escorrega ou desliza facilmente. Geologia Diz-se dos terrenos ou rochas instáveis.

 

32. Tálamo

Leito conjugal. [Botânica] Receptáculo das plantas. [Anatomia] Parte do encéfalo situada na base do cérebro. (É centro de transmissão; intervém na sensibilidade superficial e profunda).

 

33. Simonia

Tráfico de coisas sagradas; venda de bens espirituais.

 

34. Dispepsia

[Medicina] Dificuldade ou embaraço na digestão.

 

35. Cerviz

A parte posterior do pescoço, a nuca; cachaço. [Por Extensão] Cabeça, pescoço. Dobrar a cerviz, submeter-se aos poderosos, à escravização; humilhar-se.

 

36. Torcionário

Que serve para a tortura: aparelho torcionário. Juiz que ordenava e verdugo que aplicava a tortura. [Figurado] Pessoa que atormenta alguém.

 

37. Arroubo

Arrebatamento; expressão ou demonstração de êxtase, de enlevo ou de encanto; num arroubo de felicidade, cantou bem alto. Sensação de contentamento causada por uma grande admiração ou felicidade.

 

38. Hausto

Gole, sorvo, trago. [Medicina] Remédio líquido tomado como poção.

 

39. Feérico

Que expressa luxo, fausto; deslumbrante: monumento feérico. Que confunde a visão por ser excessivamente claro; ofuscante. Que faz parte de um mundo de fantasia; mágico.

 

40. Remir

Libertar; fazer com que algo, alguém ou si mesmo, se torne livre: remiu o prisioneiro da cadeia; remiu da cadeia os bandidos; remiu-se das obrigações matrimoniais. Livrar do inferno: a religião busca remir os impuros. Ressarcir; oferecer compensação a: o director remiu os funcionários. Fazer a reparação de um erro: remiu os condenados de seus crimes. Obter novamente; voltar a conseguir: não consigo remir o tempo.

 

41. Vulpino

Que se refere à raposa; que é próprio da raposa. [Figurado] Que age com astúcia, manha; astuto, manhoso, pérfido. [Figurado] Que se comporta de modo traiçoeiro; desleal.

 

42. Concupiscência

Ambição ou desejo desmedido por bens materiais e/ou sensuais. Ganância por poder, dinheiro; cobiça. Aspiração por satisfações sexuais: concupiscência da carne. Anseio pelos prazeres sensuais; desejo sexual exagerado. [Filosofia] Agostinismo. Desejo libertino; lascívia carnal. [Filosofia] Tomismo Medieval. Aspiração pelo prazer motivada por um fato material. [Teologia] Anseio humano pelos domínios naturais ou sobrenaturais; organização amorosa orientada a Deus e aos homens.

 

43. Obnóxio

Que se submete à punição. Desprezível, baixo. Humilde, servil. Funesto, nefasto, perigoso.

 

44. Probo

Honrado; que apresenta um excesso de honestidade; cujo carácter é bom. Íntegro; de conduta irrepreensível; que não se corrompe. Honesto; que se segue por normas éticas.

 

45. Estiolado

Que se estiolou. Debilitado, enfraquecido, finado. [Botânica] Atacado de estiolamento.

 

46. Pane

Parada, falha ou mau funcionamento de um motor, normalmente causado por algum tipo de alteração ou defeito: pane na geladeira; pane no avião. Branco; esquecimento imprevisto e breve. Pane seca. Parada num motor por falta de combustível.

 

47. Besnico

Miúdo pequeno, criança.

 

48. Vogar

Ser impelido por velas ou remos; navegar: vogam canoas rio acima. Remar: vogar com braços fortes. Estar em uso, em moda: vogam ainda velhos costumes.

 

49. Capiangar

Furtar com destreza; surripiar. Procurar o que não se perdeu. Bater estradas.

 

50. Sedição

Revolta; rebelião em massa contra uma autoridade estabelecida; crime contra a segurança de um país. [Por Extensão] Desordem; o que perturba a ordem pública.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here