Início Viagens As 5 aldeias de xisto mais bonitas de Portugal

As 5 aldeias de xisto mais bonitas de Portugal

Existem dezenas de aldeias de xisto espalhadas por todo o país. A escolha é difícil mas estas são as 5 aldeias de xisto mais bonitas de Portugal.

130034
2
aldeias de xisto
Piódão (Rui Videira)

No interior de Portugal restam vestígios de um passado distante, preservado sob a forma de belíssimas aldeias de xisto que ainda hoje nos lembram como era a vida há uns séculos atrás. São pequenos tesouros, espalhados sobretudo pelo interior centro do país, na Serra da Lousã, na Serra da Freita e na Serra do Açor. As aldeias de xisto são pequenos paraísos repletos de história e tradição que encantam que as visita e nos ensinam um pouco mais sobre a história e as tradições do nosso povo. Descubra as 5 aldeias de xisto mais bonitas de Portugal.

 

1. Casal de São Simão

Pequena aldeia, de praticamente uma só rua, essencialmente construída em quartzito. Situa-se num dos flancos da crista quartzítica que dá origem às Fragas de São Simão e possui o templo mais antigo do concelho de Figueiró dos Vinhos.

Casal de São Simão

A aldeia estende-se ao longo de uma cumeada quase paralela ao curso da Ribeira de Alge. A entrada fica no extremo mais elevado e a povoação termina onde os declives tornaram difícil a continuidade dos arruamentos.

aldeias mais pitorescas de Portugal
Casal de São Simão

Nesta aldeia há um novo sentir colectivo feito de pessoas que recuperaram as casas com as suas próprias mãos. São novos aldeões que vieram da cidade e que trouxeram nova vida a estas paragens.

 

2. Piódão

As suas típicas casas de xisto e lousa, com janelas em madeira de azul pintadas, descem graciosamente a encosta da serra, formando um anfiteatro nesta íngreme serra, sendo por muitos apelidada de “aldeia presépio”.

visitar antes de morrer
Piódão

Piódão é uma aldeia serrana, de feição rural, e acessos difíceis, um excelente exemplo de como o ser humano se adaptou ao longo dos séculos aos mais inóspitos locais.

Piódão

O isolamento a que os difíceis acessos votaram Piódão ao longo dos séculos manteve o sabor medieval do traçado das suas ruas, pelo que vale a pena percorrer a pé as ruas íngremes, subir escadas e ladeiras, ao correr das casas de xisto entrecortadas pelas igrejas caiadas de branco.

 

3. Talasnal

Talasnal é, desde há muito, a Aldeia do Xisto da Serra da Lousã que tem dado mais visibilidade e carisma ao conjunto. Pela sua dimensão e disposição, mas também pelos muitos pormenores das recuperações das suas casas.

Talasnal
Talasnal

A fonte e o tanque emitem a melodia que acompanha a nossa visita. As casas decoram-se com os ramos das videiras.

Talasnal

A ruela principal acompanha o declive da encosta, num percurso íngreme. Dela derivam quelhas e becos, que criam um ambiente de descoberta que todos gostam de explorar à espera da surpresa de um novo recanto.

 

4. Cerdeira

A Cerdeira é um local mágico. Logo à entrada, uma pequena ponte convida-nos a conhecer um punhado de casas que espreitam por entre a folhagem.

Cerdeira

Parece que atravessamos um portal para um mundo fantástico. Tudo parece perfeito neste cenário profundamente romântico. O chão de ardósia guia-nos por um caminho até uma fonte no meio de uma frondosa vegetação.

Cerdeira

Entre encostas declivosas rasgadas por linhas de água que se precipitam lá do cimo, a Cerdeira aninha-se, na mais bucólica envolvente. Esta é uma aldeia que a arte e a criatividade ajudaram a refundar.

 

5. Covas do Monte

Para chegar à aldeia de Covas do Monte, em São Pedro do Sul, é preciso percorrer um caminho sinuoso mas de rara beleza, atravessando a serra da Freita e vislumbrando as de Montemuro e da Gralheira. O passeio vale por si só, mas o melhor está ainda para chegar!

Foto: Rui Pires

Em Covas do Monte vivem um pouco mais de meia centena de pessoas que entre as muitas ocupações cultivam as “terras de pão” e dedicam-se à pastorícia no “monte”.

Covas do Monte (São Pedro do Sul)

Na aldeia de Covas do Monte existem bovinos, ovinos e caprinos. De todos são os caprinos que devido ao seu número, cerca de 2500, marcam o dia a dia dos habitantes.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here