Início Viagens As 25 vilas medievais mais bonitas da Europa (3 são portuguesas)

As 25 vilas medievais mais bonitas da Europa (3 são portuguesas)

Um pouco por todo o velho continente, aldeias, vilas e cidades parecem paradas no tempo à sua espera. Descubra as 25 vilas medievais mais bonitas da Europa.

74019
1

21. Rothenburg ob der Tauber (Alemanha)

Rothenburg ob der Tauber, uma cidade pequena com grande reputação. Em nenhum outro lugar a Idade Média foi tão bem conservada como aqui. Será que paramos no tempo? Quem andar pela cidade antiga, com as suas casas centenárias, praças e cantinhos acolhedores, com torres, fontes, portas, fortes, arsenais e adegas, bem poderia acreditar que sim. Ainda que Rothenburg seja tão pequena, a quantidade de lugares históricos, museus, igrejas, mosteiros e monumentos é enorme. Portanto, é bom reservar tempo suficiente. Talvez também para aproveitar Rothenburg como ponto de partida para explorar o Roteiro romântico, a estrada de veraneio mais famosa – e provavelmente também a mais bonita – da Alemanha.

Rothenburg ob der Tauber
Rothenburg ob der Tauber

Seja na direcção de Füssen, dos Alpes, ou de Würzburg no Meno: aqui, a Alemanha parece sair de um conto de fadas, recheado de castelos monárquicos, belas paisagens e, não menos importante, delícias culinárias. Uma viagem como um sonho: o Roteiro romântico é pura nostalgia, no bom sentido. Voltando a Rothenburg, a nostalgia está presente também durante uma visita à “Weihnachtsdorf Käthe Wohlfahrt”. Aqui, na maior loja de artigos natalícios da Europa, aberta durante o ano inteiro, há simplesmente de tudo para tornar a sua festa de Natal perfeita: pirâmides natalicías, quebra-nozes, os típicos “Räuchermännchen” (bonequinhos usados para queimar incenso), velas, toalhas de mesa festivas e muito mais.

 

22. Marvão (Portugal)

Entre Castelo de Vide e Portalegre, a poucos quilómetros de Espanha, encontramos a tranquila vila de Marvão, no ponto mais alto da Serra de São Mamede. O Monte de Ammaia, como era conhecido, deve o seu atual topónimo ao facto de ter servido de refúgio a Ibn Marúan, um guerreiro mouro, durante o séc. IX. O domínio árabe, que durou alguns séculos, terminou quando a campanha militar de 1160/66 da Reconquista Cristã aqui teve mais uma vitória, sob a ação de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal.

vilas mais bonitas de portugal
Marvão

Geograficamente, Marvão é um ponto de defesa estratégico natural, marcado por encostas muito íngremes a Norte, Sul e Oeste, e com acesso a pé apenas pelo lado Este, para onde se desenvolveu a povoação. Este facto não foi indiferente a conquistadores e a Reis, que sempre se preocuparam com o reforço do castelo e das muralhas. Dentro das muralhas, revela-se um bonito conjunto de arquitectura popular alentejana. Nas estreitas ruas de Marvão, descobrem-se facilmente arcos góticos, janelas manuelinas, varandas de ferro forjado embelezando as casas e outros detalhes de interesse em recantos marcados pelo granito local.

 

23. Hallstatt (Áustria)

Hallstatt é uma pequena cidade localizada na Áustria, cercada pelo lago Hallstätter See e por montanhas e parece um local saído de um conto de fadas, aquelas cidades que foram construídas para serem cenário de filmes. A cidade é conhecida desenvolveu-se sobretudo graças à indústria do sal e possui inúmeras minas nas montanhas que a circundam. Hallstatt é tão linda que uma companhia estatal minera chinesa, Minmetals Land, construiu na China, em 2011, uma cópia fiel da cidade. Por isso, encontramos muitos e muitos turistas chineses na cidade que vão para conhecerem a cidade original e comparar com a cópia chinesa.

Hallstatt
Hallstatt

Em 1997, Hallstatt e toda a região denominada Salzkammergut, entraram para a Lista de Património Mundial da UNESCO com a seguinte descrição: “A actividade humana no magnífico cenário natural do Salzkammergut começou em tempos pré-históricos, com os depósitos de sal sendo explorados já no A.C.. Este recurso formou a base da prosperidade da área até meados do século XX, uma prosperidade que se reflecte na bela arquitectura da cidade de Hallstatt.”

 

24. Cochem (Alemanha)

Banhada pelo Rio Mosela (Mosel), Cochem– pronuncia-se “correm” – é uma pequena cidade medieval, situada no chamado Moseltal, o Vale do Mosela, que vai de Trier (na fronteira com Luxemburgo) até Koblenz. Fica distante entre 55 a 66 Km de Koblenz (mais ou menos uma hora de carro), e localiza-se na confluência dos Rios Reno e Mosela. Chega-se até lá pela estrada que segue o Rio Mosela ou pela parte alta da região. Quem chega por cima depara com a bela visão do castelo que domina a região, e que foi construído no século 11.

Cochem
Cochem

Destruído no final dos anos 1600, foi reconstruído no século 19. Da cidade avista-se, no alto, o castelo, e o facto é que quem vai a Cochem é premiado com uma belíssima visão que reúne o rio, a cidade medieval e a colina sobre a qual foi edificado o castelo. Pés de videira nas encostas que cercam o rio completam o cenário. A cidade é pequena, mas tem uma infraestrutura razoável, com pequenos hotéis e hospedarias e bons cafés e restaurantes, todos situados à margem do rio.

 

25. Stein am Rhein (Suiça)

No ponto onde o Lago Constança se torna novamente o Rio Reno, você encontrará a pequena cidade de Stein am Rhein. Ela é famosa pelo seu centro histórico, bem preservado, com fachadas pintadas e casas em estilo enxaimel, em função das quais recebeu o primeiríssimo Prémio Wakker. Stein am Rhein é uma animada e charmosa cidade pequena.

Stein am Rhein
Stein am Rhein

Entre os seus pontos turísticos, está o Mosteiro de São Jorge, um dos mosteiros medievais mais bem preservados; o Museu Lindwurm, que retrata a vida burguesa e agrícola do século 19; as regiões de férias e destinos turísticos que inclui o grupo de ilhas de Werd; e o Castelo Hohenklingen, construído no alto da cidade em 1225, dão vida à história colorida de Stein am Rhein. É aqui que se encontra a mais antiga casa de adoração no Cantão de Schaffhausen, uma igreja dedicada a São João Batista no meio das ruínas do forte romano Tasgetium, construído no século 3 a.C..

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here