Início Viagens As 25 vilas medievais mais bonitas da Europa (3 são portuguesas)

As 25 vilas medievais mais bonitas da Europa (3 são portuguesas)

Um pouco por todo o velho continente, aldeias, vilas e cidades parecem paradas no tempo à sua espera. Descubra as 25 vilas medievais mais bonitas da Europa.

86356
1

16. Gordes (França)

Gordes é uma das vilas mais famosas da região de Luberon. É um lugar apaixonante e belíssimo. Tão bonito que é considerado uma dos 152 mais belas vilas da França. As tradicionais feiras da Provence acontecem em Gordes às terças pela manhã, momento em que a cidade fica mais efervescente. Moradores e turistas saem às ruas para umas compras ou simplesmente para observar o movimento. Na feira é possível encontrar comidas, ervas da Provence, pães, peixes, bijutarias, roupas, itens de decoração e muita, muita lavanda.

Gordes
Gordes

Depois de visitar o mercado, simplesmente caminhe sem destino entre as ruelas estreitas da cidade. Curta o clima provinciano e imagine as inúmeras histórias que já se passaram no lugar. Terminado o momento contemplação, siga de carro para a Abbaye Notre-Dame de Sénanque, ou simplesmente Abbaye de Sénanque, um dos cartões portais mais conhecidos das plantações de lavanda da Provence. A igreja fica num vale e, na época da floração da lavanda, as fotos do local impressionam pelos campos cor lilás.

 

17. Monteriggioni (Itália)

Apenas alguns quilómetros a norte de Siena, no coração da Toscana, uma preciosidade medieval encanta quem se aventurar a entrar nas suas muralhas. É a pequenina cidade de Monteriggioni. Na verdade, é apenas um castelo. O lugarejo é tão pequeno que pode ser percorrido a pé do portão de entrada até ao de saída em cinco minutos.

Monteriggioni
Monteriggioni

A pequena Monteriggioni é hoje uma pitoresca vila de casas modestas, onde vivem actualmente cerca de cinquenta pessoas. A vila é muito bonita e acolhedora, também graças às características lojas e pequenos restaurantes que conservaram o a antiga traça medieval, oferecendo artesanato e os produtos típicos da região como o vinho, azeite e biscoitos vários.

 

18. Rochefort-en-Terre (França)

A França está repleta de pequenas cidades encantadoras. De norte a sul, há uma infinidade de vilarejos que são verdadeiras jóias escondidas já que muitos são pouco explorados pelo turismo, apesar de reunirem bons atractivos, como paisagem, história e arquitectura. Um desses locais é a pequena Rochefort-en-Terre. Está localizada no sul da Bretanha, região no extremo noroeste da França, a 80 km de Rennes e a 400 km de Paris. Com uma série de construções de pedra, telhados inclinados e muitos canteiros de flores coloridas pelas ruas, Rochefort-en-Terre tem um cenário apaixonante que poderia constar em livros de contos de fadas.

Rochefort-en-Terre
Rochefort-en-Terre

A cidade é bem pequena, do tipo que dá para conhecer em algumas horas. A área turística concentra-se entre a Place du Puits, a Place des Halles e a Rue Saint-Michel. Ali há alguns hotéis, lojas, restaurantes, cafés, chocolaterias e creperias – onde você pode provar o quitute típico da Bretanha, o “crêpe bretonne”, que é feito de trigo-sarraceno. Rochefort-en-Terre cresceu em torno de um castelo construído ali no século XII que, depois de ter passado por algumas batalhas, foi quase todo destruído. No Parque do Château de Rochefort-en-Terre, aberto ao público em 2013, encontra-se um novo castelo (este erguido na década de 1920), um belo jardim e o Museu Naia. Visite também a Igreja de Notre-Dame-de-la-Tronchaye. Apesar da história da cidade ter começado na Idade Média, muitas das suas construções são dos séculos XVI e XVII.

 

19. Annecy (França)

Os majestosos maciços alpinos se debruçam sobre as águas esverdeadas. Ora transparentes, exibem sem qualquer pudor a alma do lago; ora espelhadas, duplicam o esplendor da paisagem. Annecy, a bela, por alguns chamada de Veneza dos Alpes, está cercada pelos montes Veyrier, Semnoz, Parmelan e Tournette, este com a neve eterna exposta em seu pico de 2.351 metros.

Annecy
Annecy

Está implantada, nesse cenário encantado, onde Suíça, Itália e França se encontram, na região de Haute-Savoie – Vale do Ródano e Alpes Franceses. Entre delicados bistrôs, sofisticados restaurantes, em meio ao seu bairro medieval de pequenas pontes sobre canais e janelas floridas, Annecy testemunha o plácido passar do tempo. Um longo tempo, que fincou marcas do Neolítico, há 3 mil anos antes de Cristo, ao período medieval.

 

20. San Gimignano (Itália)

Desenvolvida desde o século 10 sobre um monte de 334 metros de altura, com imbatível vista para o Vale de Elsa, San Giminiano é uma das preciosidades da Toscana. O seu conjunto arquitectónico medieval, restaurado a partir do século 19, funciona como um impecável cenário para os visitantes que circulam pelos cafés, lojas e restaurantes das suas ruelas.

San Gimignano

Entre os edifícios de destaque no complexo está o Duomo, igreja românica do século 12, conhecida também por abrigar um belo acervo de obras de arte, que passa pelas esculturas de madeira de Jacopo della Quercia e pelos frescos de Benozzo Gozzoli. À esquerda da praça onde fica o templo católico se encontra o Palazzo Podesta, conhecido também como “Palácio do Povo”, sede da prefeitura e do Museo Civico, rico em obras de arte compiladas a partir do século 14. À direita aparece a maior das torres remanescentes da cidade – hoje só resta cerca de um quinto das mais de setenta que chegaram a ser construídas por famílias rivais –, de onde se pode contemplar as belezas toscanas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here