Início Sociedade As 12 cidades mais baratas para viver em Portugal

As 12 cidades mais baratas para viver em Portugal

Quais são as cidades mais baratas para vier em Portugal? Com base no preço da habitação e no aluguer, esta é a lista dos locais mais em conta do país.

161436
6

5. Leiria – 310 euros

Capital de Distrito e Concelho, Leiria, situada no Centro de Portugal é uma bonita cidade de forte cariz histórico banhada e influenciada pelos Rio Lis e Lena. O Castelo é o símbolo máximo de Leiria e daqui se desenrolou a sua história e desenvolvimento, tendo sido um importante marco da nacionalidade Portuguesa, contudo a região era habitada pelo homem desde tempos bem mais remotos, como são testemunho os diversos achados arqueológicos nesta área.

Leiria

Bem perto de Leiria situam-se as Termas de Monte Real, com águas medicinais de qualidade e forte oferta hoteleira, e encontram-se Praias bem aprazíveis, como Pedrogão ou Vieira de Leiria, encontrando-se também, no final do Pinhal de Leiria, a bonita Lagoa de Ervideira.

 

6. Viana do Castelo – 312,73 euros

Viana do Castelo foi fundada em 1258 pelo rei D. Afonso III, com o topónimo de Viana da Foz do Minho, mas toda a sua região conta com a presença de tribos e povos bem anteriores, como comprovam as ruínas de um castro ou citânia, provavelmente da Idade do Ferro, no topo o lindíssimo Monte de Santa Luzia. A cidade, sede de distrito e município, localiza-se junto à bela foz do rio Lima, tendo no mar uma das suas principais características e influências. Viana do Castelo está situada num local abençoado pela natureza, marcado pelo Verde Minho e o profundo azul do Mar e do Rio Lima que a acompanha, concedendo paisagens únicas e inesquecíveis.

locais mais bonitos do Minho
Santa Luzia – Viana do Castelo

Encimando a cidade, no Monte de Santa Luzia, encontra-se um dos mais bonitos locais do Minho, a Igreja de Santa Luzia, cuja construção se iniciou em 1903 e ficou totalmente concluída apenas em 1943. Do alto deste monte o panorama é maravilhoso, avistando-se o centro histórico de Viana e toda a foz do rio Lima que desagua no imenso oceano Atlântico. A nova Marina e as recentes obras de valorização da zona ribeirinha, viraram de novo as atenções para a beleza e importância do rio e do mar na cidade, e possuem agradáveis espaço de diversão e lazer.

 

7. Aveiro – 328,03 euros

A cidade de Aveiro é capital de Distrito, situa-se na região centro, tem cerca de 60 mil habitantes, é também sede de município, com uma área de 199 quilómetros quadrados e 73 626 habitantes, distribuídos por 14 freguesias. A elevação de Aveiro a cidade, verifica-se em 1759, no reinado de D. José I.   Aveiro, devido à situação geográfica, junto à Ria de Aveiro, com exploração das salinas, a pesca e o comércio marítimo, fixou a população nesta zona e já existia antes da formação da nacionalidade, vindo a ser elevada a vila, no século XIII, mas o primeiro foral atribuído à vila, data de 1515, no reinado de D. Manuel.

Estação de Aveiro
Estação de Aveiro

As condições privilegiadas desta população foram interrompidas no final do séc. XVI, quando se fechou o canal que liga a ria ao mar, impedindo a utilização do porto e provocando a estagnação das águas. Situação, que durou praticamente dois séculos e afastou uma grande parte da população para outras zonas, uma vez que, desde as condições ambientais, com riscos para a saúde, à economia da região, foram muito afectadas. No início do século XIX, obras, orientadas pelo Engenheiro francês, Reinaldo Oudinot e pelo engenheiro português, Luís Gomes de Carvalho, resolvem, em dois meses, o problema.

 

8. Castelo Branco – 337,50 euros

Situada na Beira Baixa, a cidade de Castelo Branco é sede de distrito e de um dos maiores concelhos do País, no centro de uma vasta região planáltica, entre as bacias dos rios Pônsul e Ocresa. Castelo Branco deve o seu nome à existência de um castro luso-romano, Castra Leuca, no cimo da Colina da Cardosa, de onde se desenrolou o povoamento desta localidade, então apelidada Albi Castrum.

jardins mais bonitos de Portugal
Jardim do Paço Episcopal – Castelo Branco

A cidade foi conquistada aos Mouros no século XII, e posteriormente alguns domínios foram ofertados à Ordem do Templo, encarregando-os do seu povoamento e defesa, para o que construíram o Castelo da localidade. Castelo Branco foi-se desenvolvendo ao longo dos séculos, ganhando cada vez mais importância e estatuto de nobre cidade. Hoje em dia mantém muita da sua actividade rural, embora a actividade industrial, sobretudo na área dos têxteis, esteja bem presente e desenvolvida, permitindo um crescimento da região, em termos económicos, físicos e de infra-estruturas.

6 COMENTÁRIOS

  1. Já moro em Portugal faz alguns anos e sei que toda a universidade e centro de pesquisa realiza a análise socio-económica do país pelo o que a união europeia convencionou de nuts 1, nuts 2 e nuts 3. Fazer análises por distritos aqui em Portugal cheira ainda salazarismo.

  2. Moro em São Paulo sou formada em Pedagogia e não consigo encaixar-me no mercado de trabalho,sou consultora da genealogia em mina igreja Mormon, e gostaria de ir para Portugal buscar meus entes queridos que são de Portuga Castelo Branco!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here