Início Viagens As 12 aldeias históricas de Portugal

As 12 aldeias históricas de Portugal

Piódão, Sortelha, Monsanto, Belmonte, Trancoso... São testemunhos preciosos e autênticas pérolas por descobrir. Conheça as aldeias históricas de Portugal.

78985
2
aldeias históricas de Portugal
Almeida

As aldeias históricas de Portugal são vestígios impressionantes da nossa história. Situadas no centro do país, foram outrora muito importantes na defesa do território nacional contra a ameaça castelhana. Caracterizam-se ainda pela forte presença da herança judaica. As aldeias históricas de Portugal foram recuperadas e, caminhar pelos seus becos e ruelas é regressar ao passado, é sentir o mais genuíno carácter do povo português, dos seus costumes e tradições, da sua história. Viaje connosco e descubra as 12 aldeias históricas de Portugal.

 

1. Almeida

Esta vila medieval, rodeada por muralhas, foi classificada como Património Nacional. Durante séculos, serviu como palco de lutas, como as Guerras da Restauração e as invasões francesas.

Almeida

As Muralhas da Praça Forte, construídas no reinado de D.João IV como sistema defensivo, as Casamatas, que serviam de refúgio à população, em caso de guerras, o Castelo e Torre do Relógio, edificada no século XIX sobre os destroços da Igreja Matriz, são alguns dos locais mais interessantes para visitar.

 

2. Belmonte

No distrito de Castelo Branco encontramos esta aldeia histórica, berço do navegador português Pedro Álvares Cabral e que, como tantas outras, preserva as suas características medievais. Foi aqui que se fixou a primeira comunidade judaica do país e que, no século XV, cresceu ainda mais depois de tantos judeus serem expulsos de Espanha pelos Reis Católicos.

Belmonte

Não pode deixar de visitar o Castelo, um monumento importante da história e da paisagem de Belmonte, o Museu do Azeite, o Museu Judaico, inaugurado em 2005 e o primeiro do género em Portugal, e o Pelourinho.

 

3. Castelo Mendo

Uma aldeia histórica construída no cimo de um monte, rodeada por muralhas, erigidas no século XIII, por ordem de D. Sancho II. Mais recentemente, a aldeia tem vindo a ser recuperada, voltando a adquirir características originais.

Castelo Mendo

O Castelo, do século XIII; as Ruínas da Igreja de Santa Maria do Castelo; e a Igreja de São Vicente, de estilo românico.

 

4. Castelo Novo

Esta aldeia, localizada na Beira Baixa, tem a Serra da Gardunha como pano de fundo e preserva as bonitas casas senhoriais, propriedades de famílias nobres da região. O nome da aldeia deve-se ao castelo, edificado no século XII, a que foi dado o nome de “novo”, pois já existia outro mas que não tinha boas condições para a defesa da vila.

Castelo Novo

O Castelo, de arquitectura militar, a Lagariça, o exemplar de um lagar de arquitectura civil agrícola, o Núcleo Museológico de Castelo Novo, onde é possível ver peças de cerâmica encontradas nas escavações arqueológicas junto ao castelo, são alguns dos sítios que lhe sugerimos.

 

5. Castelo Rodrigo

Reza a história que esta aldeia foi fundada por Afonso IX de Leão para a doar ao conde Rodrigo Gonzalez de Girón, que a baptizou. Mas depois do tratado de Alcanides ser assinado por D. Dinis, no século XIII, passou a fazer parte da coroa portuguesa. A pequena aldeia, situada no topo de uma colina, ainda conserva as marcas da disputa territorial de que foi alvo.

As 5 aldeias mais bonitas de Portugal
Castelo Rodrigo

Mas, talvez essa lembrança das glórias passadas seja um dos seus encantos, e um dos motivos que lhe justifique uma visita. O Palácio Cristóvão Moura, o Pelourinho, a Igreja Matriz, dedicada a Nossa Senhora do Rocamador, fundada no século XIII, e o Castelo e Muralhas, cuja existência remonta ao ano de 960, são alguns dos sítios que merecem visita.

 

6. Idanha-a-Velha

Fundada pelos romanos no século I a.c, Idanha-a-Velha foi invadida pelos povos germânicos, pelos suevos e pelos muçulmanos, acabando por se tornar parte integrante do Condado Portucalense, depois de ter sido tomada por D. Afonso III. As ruínas, que ainda conserva, conferem-lhe o ambiente pitoresco e as sucessivas ocupações que sofreu fazem dela uma aldeia com um valioso património histórico.

Idanha-a-Velha – José Flacho

A Torre de Menagem, construída pelos Templários no século XIII, a Muralha e Pontes Romanas, a Igreja de Santa Maria, que remonta aos tempos do domínio muçulmano e o Pelourinho do século XVI, localizado no largo da igreja, merecem uma visita.

 

7. Linhares da Beira

Na vertente ocidental da Serra da Estrela, a 180 metros de altitude, oferece paisagens deslumbrantes das montanhas, águas frescas, cultura e muita história. Conta a história que, numa noite de lua nova, as tropas de Leão e Castela invadiram a região preparando-se para assaltar o castelo. Valeu-lhe a população de Linhares que cercou o inimigo obrigando-o a fugir.

Linhares da Beira

O Castelo, ex-libris da vila, construído a mais de 800 metros de altitude; a Casa da Câmara, um edifício de dois pisos ornamentado com as armas de D. Maria; o Pelourinho quinhentista, de ornamentação manuelina; e o Fórum, que funcionava como o local de reunião dos homens bons de Linhares.

 

8. Marialva

Localizada sobre um monte de penhascos de difícil acesso, na margem esquerda do rio Alva, esta aldeia é composta pela cidadela ou vila, no interior do castelo, e o arrabalde e a defesa, situados a sul da cidadela. A pequena aldeia foi uma importante praça militar na Idade Média e uma antiga rota de peregrinos, por isso mesmo, celebra no dia do Apostolo, 25 de Julho, a feira anual de Santiago.

Marialva – Bruno Cruz

O Castelo e Porta do Anjo; a Antiga Casa da Câmara, Tribunal e Cadeia, um exemplo do tipo de arquitectura utilizada na construção dos paços municipais; a Igreja Matriz, de estilo manuelino e barroco, dedicada a S. Tiago; e a Ermida de Nossa Senhora dos Remédios, fundada no século XV pelos frades franciscanos.

 

9. Monsanto

Entre a Serra da Gardunha e o rio Ponsul ergue-se a aldeia histórica de Monsanto, considerada a “aldeia mais portuguesa de Portugal”. Como quase todas as outras aldeias, foi totalmente construída em pedra granítica e por ela passaram romanos, mouros e árabes.

As 5 aldeias mais bonitas de Portugal
Monsanto

O Castelo e Muralhas de Monsanto, classificados como Monumento Nacional desde 1948, a Igreja de Santa Maria do Castelo, localizada no interior do castelo, a Capela de São Miguel, um templo românico do século XII, ou a Torre do Lucano, a antiga torre sineira onde é possível ver o símbolo da “aldeia mais portuguesa de Portugal, são alguns dos sítios imperdíveis.

 

10. Piódão

Considerada “Imóvel de Interesse Público” Piódão é, provavelmente, uma das aldeias históricas mais conhecidas do país. As casas de xisto são a imagem de marca desta região e estão rodeadas pela paisagem verdejante da Serra do Açor.

Piódão – Rui Videira

A Igreja Matriz com o altar-mor em talha dourada, a Fonte dos Algares, totalmente construída em xisto, a Capela de São Pedro e o Núcleo Museológico do Piódão, um espaço que retrata a forma de vida da população da aldeia, são locais que não pode deixar de visitar.

 

11. Sortelha

A mais de 760 metros de altitude, Sortelha é uma das aldeias mais antigas do país. Toda construída em granito, permanece com o seu traçado medieval, há mais de 500 anos. Os habitantes são conhecidos por “lagartixos” devido às casas expostas ao sol e o castelo, do tempo de D. Sancho II, mantém-se intacto, vigiando a pequena aldeia.

Sortelha

O Castelo, classificado como Monumento Nacional desde 1910, a Igreja de Nossa Senhora das Neves (ou Igreja Matriz), localizada no Largo da Igreja, a Igreja da Misericórdia e os Passos da Via Sacra.

 

12. Trancoso

Em pleno interior da Beira Alta encontramos esta aldeia, protegida por muralhas, e onde as ruas preservam o ambiente medieval e as casas de pedra.

Trancoso

O Castelo Medieval e as Muralhas, a Igreja da Misericórdia, fundada no século XVI e mandada construir por D. Manuel I, o Palácio Ducal, onde viveu o Visconde de Trancoso e a Fonte Nova, construída durante a ocupação Filipina, são sítios que merecem ser visitados.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here