Início Sociedade As 10 cidades mais caras para viver em Portugal

As 10 cidades mais caras para viver em Portugal

Seja para comprar casa, alugar um apartamento, gastar dinheiro em alimentação e roupas... estas são as cidades mais caras de Portugal para se viver.

32552
0
cidades mais caras
Cascais

 

Portugal entrou no radar dos turistas e de quem pretende investir em imobiliário e, somados com a recuperação da economia, estes factores têm feito com que o sector imobiliário esteja a conhecer um momento de forte rentabilização dos activos. Os últimos anos têm sido de óptimos negócios para quem quer vender casas e mesmo para quem as compra para recuperar e alugar a turistas. No entanto, começa a ser cada vez mais difícil comprar uma casa para habitação própria, especialmente nos centros das grandes cidades, o que leva muitos jovens casais a fugir para as periferias.

O mesmo se aplica a quem pretende alugar casa para morar: o mercado está muito virado para o arrendamento de curta duração a turistas, existindo cada vez menos oferta para alugar a famílias ou a estudantes universitários. A compra ou o aluguer de uma casa pode não ser o único factor que pesa na hora de quantificar o custo de vida, mas é sem dúvida o mais importante e, regra geral, os locais onde as casas são mais caras são também aqueles onde os preços da comida ou da roupa são também mais elevados. Conheça as 10 cidades mais caras de Portugal.

 

1. Lisboa (2231 euros por metro quadrado)

O preço mediano do metro quadrado das casas de Lisboa registado no final do 2º trimestre deste ano era de 2231 euros. Não há mais nenhum concelho no país onde o valor supere a barreira dos 2 mil euros. Lisboa ergue-se nas suas 7 colinas sobre o rio Tejo, banhada por uma luz única. Capital de Portugal desde a sua conquista aos Mouros em 1147, Lisboa é uma cidade lendária com mais de 20 séculos de história e o mais importante pólo turístico do País.

expressões populares lisboetas
Lisboa

Dos edifícios pombalinos da Baixa, com fachadas de azulejos, às estreitas ruas medievais dos Bairros típicos de Alfama e do Bairro Alto, onde à noite se pode ouvir o fado e usufruir de um divertida vida nocturna, aos inúmeros museus e lojas, Lisboa é uma cidade com várias opções. São variados os pontos de interesse turístico da cidade, mas alguns são absolutamente imperdíveis. É o caso do Castelo de S. Jorge, de onde se avista Lisboa em toda a sua magnificência, passando pela velha Mouraria, pela Sé Patriarcal, pela Baixa Pombalina, o Mosteiro dos Jerónimos, exemplo mais marcante do estilo manuelino, classificado pela UNESCO como “Património Cultural de toda a Humanidade”; a Torre de Belém, construída na época dos Descobrimentos, a Basílica da Estrela.

 

2. Cascais (1800 euros por metro quadrado)

Cascais surge em segundo lugar no Top 10 dos concelhos onde o preço das casas é mais elevado. Cada metro quadrado custa 1800 euros. O centro de Cascais é uma antiga e pitoresca vila de pescadores, com pequenas praias urbanas de onde se avistam os barcos de pescadores. Não deixe de visitar o centro histórico de Cascais e as suas ruelas típicas e pitorescas. Do Largo 5 de Outubro, onde se encontra o antigo palácio dos Condes da Guarda hoje edifício dos Paços do Concelho, poderá admirar e apreciar a beleza da Baía de Cascais, ou iniciar um passeio até à marina passando pela Cidadela e pelo Centro Cultural antigo convento da Nª. Sra. da Piedade datado do Século. XVI.

Farol de Santa Marta

Numa perspectiva museológica, o concelho de cascais apresenta uma vasta lista de locais que valem a pena visitar. É o caso do Museu do Mar e do Museu Condes de Castro Guimarães. Durante os meses de Verão, realiza-se a tradicional Feira do Artesanato do Estoril onde se pode adquirir artesanato nacional, apreciar espectáculos de folclore ou provar pratos típicos. Com o mar aos pés, Cascais pode orgulhar-se da sua excelente gastronomia baseada nos pratos de marisco e peixe fresco. Em Cascais encontram-se restaurantes para todos os gostos e bolsas, que primam pela qualidade e bom gosto.

 

3. Loulé (1644 euros por metro quadrado)

Numa lista em que a área metropolitana de Lisboa e o Algarve dominam no que ao preço das casas diz respeito, o metro quadrado em Loulé custa 1644 euros. Loulé é uma cidade que tem vindo a crescer tanto a nível demográfico, como a nível comercial e turístico. Com características históricas, da civilização árabe, que marcam o centro da cidade, partimos à descoberta de uma variadíssima oferta de monumentos, recantos de casas típicas e ruelas singulares.

localidades de portugal com maior taxa de criminalidade
Loulé

Apesar de não se encontrar à beira-mar, a sua oferta de praias é alargada às suas freguesias de onde surgem os mais famosos empreendimentos turísticos do Algarve. Mas a serra algarvia é um monumento por si só e não se pode deixar de testemunhar todo o seu encantamento, sobretudo na época das amendoeiras em flor. As delicias gastronómicas são um desafio que não se pode recusar, as melhores iguarias esperam por nós.

 

4. Lagos (1550 euros por metro quadrado)

Em Lagos, comprar uma casa de 100 metros quadrados implica um investimento que supera os 150 mil euros, porque cada metro quadrado custa 1550 euros. Vale a pena visitar as suas igrejas, museus, castelo e as muralhas de onde se pode desfrutar belas vistas sobre a cidade, a baía e a serra de Monchique. A Ponta da Piedade é uma referência de visita obrigatória, tal como as praias deste concelho que são das mais belas da região. Um passeio de barco pelas grutas e furnas marinhas, proporciona momentos inesquecíveis, de observação da costa do Ouro, ideal para a prática de desportos náuticos.

cidades mais hospitaleiras de Portugal
Lagos

Em Lagos, a maresia acompanha a sua gastronomia tradicional, designadamente, numas sopas de peixe, lingueirão ou conquilhas. Ou ainda a açorda de mexilhão, berbigão ou amêijoa, bem como umas sardinhas alimadas, um ensopado de safio ou uma feijoada de buzinas, sem esquecer o delicioso bife de atum ou uma condimentada cataplana, são pratos que compõem a rica ementa gastronómica de Lagos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here