Início Sociedade Aldeias, estações, ilhas, castelos… tudo se vende em Portugal

Aldeias, estações, ilhas, castelos… tudo se vende em Portugal

Aldeias, castelos, ilhas, estações... parece que, em tempos de crise, tudo se vende em Portugal. Qual o destino deste património tão valioso? O que fazer com ele?

0
Estação do Pinhão
Estação do Pinhão

O seu sonho é recuperar e viver numa aldeia perdida no meio da serra ou apenas rentabilizá-la para turismo rural? Existem actualmente 5 aldeias à venda para realizar o seu sonho, caso tenha possibilidades para isso, claro. Em Marvão, a aldeia de Pereiro, em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, em Valpaços, a aldeia de Picões, em Boticas, a aldeia de Covelo do Monte, em Monchique, a aldeia de Barbelote e finalmente uma outra aldeia do qual se desconhece o nome na Serra do Barroso, em Trás-os-Montes. Quase todas elas apresentam grandes potencialidades para o turismo.

Foto: Hélio Costa
Foto: Hélio Costa

A ilha Mouchão de Alhandra está à venda no site Private Islands Online por 25 milhões de dólares (cerca de 17 milhões de euros). Não tem piscina nem uma esplanada para beber um cocktail enquanto aproveita o pôr-do-sol. A paisagem também é pouco deslumbrante e, as casas de luxo, típicas das ilhas paradisíacas também são uma miragem.

Ou seja, em vez de um cenário deslumbrante, há estábulos e celeiros. Situada a seis quilómetros de distância do porto da capital, a ilha de Mouchão de Alhandra é a única representante portuguesa neste site que se dedica à venda e aluguer de ilhas em todo o mundo.

Ilha de Mouchão - Raul Branco
Ilha de Mouchão – Raul Branco

Mais de 60 instalações militares vão entrar na lista para alienação, arrendamento, concessão ou permuta, onde o maior impacto vai ser em Lisboa, mas também no Porto e em Évora, se bem que o processo abranja todo o país, incluindo Faro, Figueira da Foz ou Valença.

A lista inclui, entre outros, o Forte de São Francisco Xavier, mais conhecido pelo Castelo do Queijo, na freguesia de Nevogilde, no concelho e distrito do Porto.

Em posição dominante sobre o oceano Atlântico e a pouca distância da foz do rio Douro, é também conhecido como Castelo do Queijo por, segundo a tradição, ter sido edificado sobre uma rocha de granito arredondada, e com um formato similar ao de um queijo (penedo do Queijo).

Castelo do Queijo
Castelo do Queijo

O Forte de São Clemente (padroeiro das causas marítimas), também conhecido como Castelo de Milfontes foi construído entre 1509 e 1602. A sua construção foi ordenada pelo Rei Filipe II de Portugal, com o intuito de proteger a localidade dos ataques constantes dos piratas mouriscos – durante a segunda metade do século XV, a Milfontes era constantemente atacada por piratas oriundos do Norte de África. Encontra-se actualmente à venda.

Forte de São Clemente
Forte de São Clemente

Quer comprar um apeadeiro ferroviário num sítio bucólico de Trás-os-Montes? Ou uma estação em frente ao Douro?  É todo um património que já pertenceu à CP, quando esta era dona de grandes estações onde trabalhavam e habitavam os ferroviários, de bairros residenciais e também de armazéns, oficinas e extensos terrenos com vias férreas onde manobravam e estacionavam locomotivas, carruagens e vagões. Além de terrenos, também há edifícios.

15832154860_26b5b9e2d6_b

São quase todos estações que marcaram uma época e que podem ser concessionadas ou vendidas para habitação, serviços, comércio ou hotelaria. Há-as, muito bonitas, em locais privilegiados da linha do Douro, ou na região do Tâmega, e em sítios remotos do interior do Alentejo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here