Início História Afinal os espanhóis têm razão em não querer devolver Olivença

Afinal os espanhóis têm razão em não querer devolver Olivença

A história nem sempre é simples e Olivença sempre foi uma questão muito complexa. E ao que parece os espanhóis têm mesmo motivos fortes para não a devolver.

11402
2
Olivença

Olivença situa-se a 24 km a sudoeste da cidade de Badajoz, junto ao rio Guadiana. A sua origem é templária, tendo passado a depender do concelho de Badajoz entre 1278 e 1297. Este último ano, através do Tratado de Alcanices, passa para a soberania portuguesa. Em 1801, com a denominada Guerra das Laranjas, prólogo da ocupação Napoleónica da Península, passa a fazer parte da soberania espanhola pelo Tratado de Badajoz.

Olivença
Olivença

Conta com um importante património monumental, principalmente medieval e renascentista. Alguns dos seus monumentos mais importantes são: Santa Maria Magdalena, Santa Maria del Castillo, capela da Casa de Misericordia, recintos amuralhados e o pórtico manuelino do palácio municipal. É conhecida pelo seu Carnaval, Semana Santa e outras festividades como a Oliventia, Las Mayas ou as Muñecas de San Juan.

Olivença
Olivença

A questão de Olivença ainda hoje levanta paixões intensas e faz sobressair o orgulho nacional. De vez em quando, muitos portugueses recordam a suposta terra lusa perdida para Espanha. Mas afinal: teremos razão ao reclamar a devolução de Olivença? A questão não é assim tão simples…

Normalmente, os defensores da devolução de Olivença recorrem apenas aos argumentos históricos mais conhecidos, ou seja, aqueles que estudámos nos livros de história.

Igreja de Olivença - Juan Franco
Igreja de Olivença – Juan Franco

E o que aparece nos livros de história? Fala-se sobretudo sobre as invasões francesas e dos seus aliados espanhóis, que pretendiam dividir Portugal em 3 regiões e repartir o nosso país entre eles, falam da exigência da cedência de Badajoz à Espanha e do pagamento de uma elevada quantia à França.

Falam também que, terminada a guerra, a Espanha seria obrigada a devolver Olivença e tal nunca o terá feito. Mas a questão não é assim tão simples e a resposta está do outro lado do Atlântico.

Convém não esquecer que, naquela época, Portugal tinha fronteiras com Espanha também na América do Sul entre o Brasil e as colónias espanholas e que, nessa altura, a guerra também ocorreu naquela zona.

Olivença - João Sousa
Olivença – João Sousa

Ora, precisamente na América do Sul, as coisas foram bem diferentes. Enquanto que na Europa, Portugal desesperava para se ver livre dos espanhóis e dos franceses, no Brasil, as vitórias portuguesas eram sucessivas.

Tal implicou que os estados brasileiros do Rio Grande do Sul e do Mato Grosso tivessem expandido consideravelmente o seu território à custa de sucessivas conquistas às colónias espanholas.

Olivença
Olivença

O que sucede a seguir é que, apesar de assinados os tratados que previam a devolução de Olivença a Portugal, tal não sucedeu nunca porque Espanha reclamava a devolução dos territórios conquistados pelo Brasil às suas colónias na América do Sul.

Resultado final: como Portugal recusou devolver os territórios conquistados no Brasil, a Espanha recusou também devolver Olivença. Quem disse que a História era simples?

2 COMENTÁRIOS

  1. Agora já não faz sentido essas coisas o povo está habituado a um modo de vida que parece não querer alterar,o resto é história antiga e ficará para a historia,só se poria em causa se fossem os locais a querer alterar em maioria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here