Início Sociedade As 10 cidades mais endividadas de Portugal

As 10 cidades mais endividadas de Portugal

Dinheiro gasto em obras faraónicas ou, em muitos casos, dinheiro gasto nem se sabe em quê. A lista da vergonha: as 10 cidades mais endividadas de Portugal.

3
Portimão
Portimão

Quais são as cidades mais endividadas de Portugal? São dívidas astronómicas e, em alguns casos, nem sequer se percebe onde e como foi gasto tanto dinheiro. Os dados dizem respeito ao ano de 2014, último ano com dados mais fiáveis. Algumas destas cidades não ultrapassam o nível permitido pelo Governo, mas mesmo assim não deixam de ter dívidas colossais. Descubra as 10 cidades mais endividadas de Portugal.

 

10. Funchal (84.064.284 milhões de euros)

A bonita cidade do Funchal, sede de concelho e capital do Arquipélago da Madeira, encontra-se situada na maravilhosa Ilha da Madeira, constituindo o maior pólo turístico, cultural, artístico e político do arquipélago.

cidades mais endividadas de Portugal
Funchal

Pleno de história, cosmopolitismo, cultura e uma fantástica vida própria, o Funchal tem muito para ver e admirar, começando pelos núcleos históricos das suas freguesias, como os de São Pedro, de Santa Maria ou da Sé, que convidam a agradáveis passeios.

 

9. Seixal (93.648.746 milhões de euros)

Cidade sede de concelho, pertencendo à Península de Setúbal, o Seixal tem a sua mais valia na bonita baía natural que lhe conferiu uma fortíssima ligação ao Rio Tejo ao longo dos séculos.

cidades mais endividadas de Portugal
Seixal

De facto, a Baía do Seixal tem sido aproveitada desde o tempo de ocupação Romana, e teve uma imensa importância nos séculos XIV e XV, para o sucesso dos Descobrimentos, com a instalação dos estaleiros navais, como testemunha o Núcleo Naval de Arrentela, onde se podem apreciar vários modelos de embarcações tradicionais do Tejo e visitar a oficina de construção.

 

8. Braga (94.864.879 milhões de euros)

Braga é uma cidade, sede de concelho e distrito, das mais antigas e bonitas de Portugal, sendo igualmente uma das cidades cristãs mais antigas de todo o mundo, e um dos mais importantes centros religiosos do País.

cidades mais endividadas de Portugal
Santuário do Bom Jesus do Monte

Baptizada pelos Romanos de Bracara Augusta, sendo na altura a maior cidade em território hoje Português, é igualmente conhecida hoje em dia pela “Cidade dos Arcebispos” ou mesmo pela “Roma Portuguesa”. Património Religioso no virar de cada esquina, nas ruas históricas de Braga testemunha-se o fervor religioso ao longo dos séculos, traduzido em bonitos monumentos que tanto a enriquecem, com destaque para a Sé de Braga, a mais antiga do País.

 

7. Maia (95.914.993 milhões de euros)

A Maia é uma cidade desenvolvida, sede de concelho, do Norte do País, localizada na subregião do Grande Porto, numa região habitada pelo homem desde há longos séculos, dado os seus férteis solos e boas condições geográficas.

cidades mais endividadas de Portugal
Maia

De facto, a região apresenta alguns legados pré-históricos, estando a Maia ligada à própria formação da nacionalidade Portuguesa, uma vez que se pensa que D. Afonso Henriques aqui terá sido educado, com a família dos Mendes da Maia, a que pertenciam o arcebispo de Braga D. Paio Mendes e o famoso guerreiro Gonçalo Mendes da Maia, o “Lidador”, assim conhecido por combater destemidamente os Mouros.

 

6. Gondomar (121.974.834 milhões de euros)

A cidade de Gondomar situa-se no “Grande Porto, às “portas” da capital e na margem direita do rio Douro. Desde a pré-história que há vestígios dos primeiros povos que aqui habitaram, e onde os Romanos deixaram a sua “marca”, nomeadamente a exploração das minas de ouro e a posição hábil do “Crasto” que comprovam isso mesmo.

cidades mais endividadas de Portugal
Gondomar

Muitas são as interpretações da denominação “Gondomar”, onde a mais fiável será a que foi atribuída ao rei visigodo “Gundemaro”, que em 610 teria aqui fundado um Couto.

 

5. Porto (125.022.013 milhões de euros)

O Porto é uma cidade encantadora, situada nas encostas do rio Douro já próximo da sua foz. Classificada como Património Mundial pela UNESCO graças aos seus belos monumentos e edifícios históricos, como a imponente Sé ou a Torre dos Clérigos.

cidades mais endividadas de Portugal
Porto

O Porto é a segunda maior cidade de Portugal e possui vistas soberbas sobre as mundialmente célebres Caves do Vinho do Porto, na margem oposta do rio, em Vila Nova de Gaia. Embora amplamente industrializado, o Porto oferece uma síntese harmoniosa de atracções antigas e contemporâneas.

 

4. Aveiro (136.350.982 milhões de euros)

A elevação de Aveiro a cidade, verifica-se em 1759, no reinado de D. José I.   Devido à situação geográfica, junto à Ria de Aveiro, com exploração das salinas, a pesca e o comércio marítimo, fixou a população nesta zona e já existia antes da formação da nacionalidade, vindo a ser elevada a vila, no século XIII, mas o primeiro foral atribuído à vila, data de 1515, no reinado de D. Manuel.

cidades mais endividadas de Portugal
Aveiro

As condições privilegiadas de Aveiro foram interrompidas no final do séc. XVI, quando se fechou o canal que liga a ria ao mar, impedindo a utilização do porto e provocando a estagnação das águas.

 

3. Vila Nova de Gaia (178.628.741 milhões de euros)

Cidade importante na região norte de Portugal, sede de município, Vila Nova de Gaia situa-se frente à grande cidade do Porto, separadas pelo Rio Douro, mas unidas por diversas e históricas pontes que facilitam o acesso, a partilha de património, estilos de vida e complementaridade.

Serra do Pilar, Gaia
Serra do Pilar, Gaia

A localização na margem do rio Douro possibilitou a fixação de populações desde remotos períodos, pensando-se que as origens da cidade remontem possivelmente a um Castro celta, tendo sido também ocupada por Romanos (apelidada na altura de “Cale”) e pelos Mouros, embora não por muito tempo.

 

2. Portimão (187.161.795 milhões de euros)

Portimão conta na sua origem, com uma história marcadamente de gentes de mar e importantes portos de pesca. Hoje em dia e à semelhança do que acontece por todo o sul de Portugal, já não será apenas o mar a maior força económica desta cidade, mas também o turismo.

Portimão
Portimão

Uma cidade com excelente oferta de alojamento, restauração e animação, que se torna numa das mais procuradas pelas suas praias. A escolha da melhor praia para destino de banhos torna-se muitas vezes complicada, não só pela óptima qualidade das mesmas, mas também pelas actividades características de cada uma.

 

1. Lisboa (723.405.555 milhões de euros)

Lisboa ergue-se nas suas 7 colinas sobre o rio Tejo, banhada por uma luz única. Capital de Portugal desde a sua conquista aos Mouros em 1147, Lisboa é uma cidade lendária com mais de 20 séculos de história e o mais importante pólo turístico do País.

cidade mais bonita do Mundo
Mosteiro dos Jerónimos

Dos edifícios pombalinos da Baixa, com fachadas de azulejos, às estreitas ruas medievais dos Bairros típicos de Alfama e do Bairro Alto, onde à noite se pode ouvir o fado e usufruir de um divertida vida nocturna, aos inúmeros museus e lojas, Lisboa é uma cidade com várias opções.

Lisboa
Lisboa

São variados os pontos de interesse turístico da cidade, mas alguns são absolutamente imperdíveis. É o caso do Castelo de S. Jorge, de onde se avista Lisboa em toda a sua magnificência, passando pela velha Mouraria, pela Sé Patriarcal, pela Baixa Pombalina, o Mosteiro dos Jerónimos, exemplo mais marcante do estilo manuelino, classificado pela UNESCO como “Património Cultural de toda a Humanidade”; a Torre de Belém, construída na época dos Descobrimentos, a Basílica da Estrela.

3 COMENTÁRIOS

  1. Se somar as dívidas dessas 10 cidades, não dá a dívida da transposição do Rio São Francisco, que não vai acabar nunca, aqui no Brasil, obra essa feita pelo megalômano Lula. Essa transposição foi estudada por Dom Pedro II, e cujos estudos chegaram a conclusão de que tal obra não deveria ser feita, sob pena de matar o rio, o que já está acontecendo. No governo militar foi feito novo estudo, que chegou as mesmas conclusões dos estudos feitos pelo Imperador Dom Pedro II, e os militares também não ousaram fazer essa obra. Já foram gastos R$9 Bilhões, as obras pararam, e pra se concluir serão necessários mais R$8 Bilhões. Se somarmos todas as obras iniciadas e paradas desde 2003, a dívida dessas 10 cidades, não passam de troco de cafezinho. Quem dera fosse esse nosso problema.

  2. NO BRASIL “EXISTEM O TCU-TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO E,
    NOS ESTADOS, OS TCE’s, AMBOS CRIADOS E VOLTADOS ÚNICO E EXCLUSIVAMENTE PARA CONTROLAREM E FISCALIZAREM OS GASTOS, TANTO DA UNIÃO, QUANTO DOS ESTADOS”; PERGUNTA: ALGUM LEITOR ACREDITA EM PAPAI NOEL ?

  3. Para um País Como o Brasil isso é uma colher de chá ,já para um País Como Portugal é uma Fortuna incalculavél

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here