Início História A origem dos transmontanos

A origem dos transmontanos

Muitos antes da chegada dos romanos ou dos muçulmanos já outros povos povoavam a região a que hoje se chama Trás-os-Montes. Qual a origem dos transmontanos?

24750
0
Rio Sabor

 

Quem foram os primeiros Transmontanos? Muito antes das invasões romanas , por volta de 218 a.c, sabe-se que já habitavam na Península Ibérica os povos Ibéricos. Para melhor entender a origem Transmontana, vamos iniciar uma viagem ao passado, até à pré-historia da península ibérica.

Primavera em Foz Côa - guizel
Primavera em Foz Côa – guizel

Segundo os investigadores, a chegada dos primeiros hominídeos, à Península Ibérica, foi à cerca de 1,2 milhões de anos e que se prolongou até às guerras púnicas, e pensa-se também que os primeiros que a habitaram foram os povos autóctones conhecidos como ibérios.

A origem dos Transmontanos
Ibéria 200 anos A.C

Varias teorias, relatam que, teriam sido eles  os criadores da grande cultura megalítica que teve início em Portugal e outra seria que, os Iberos seriam de origem caucasiana, e teriam construído oppida muito semelhantes às mesmas construções encontradas na Escócia.

Seria então, na idade do ferro, por volta de 1200 a.c, que se deu a expansão das tribos Indo-Europeus, de origem celta, cujo falariam a língua proto-indo-europeia. Essa língua, pelo que se sabe, teve origem próxima, do Mar negro, no oriente.

Douro - Susana Soares
Douro – Susana Soares

Nesse período de expansão, foi o prelúdio dos Celtibéricos, oriundos da região do Douro, Tejo e Guadiana,  resultado das tribos migrantes dos celtas da Lusitânia, que foram todo o berço da Península.

A origem dos Transmontanos
Galécia

Os Galaicos também conhecidos por Calaicos sofreram a pesada derrota do Décimo Júnio Bruto por volta de 137 a.c.

Foi nesse período que  nasceu a Galécia “Gallaeccia”, ver imagem, essa que foi dividida administrativamente, pelo imperador romano Diocleciano, em 3 conventi:

  • Convento asturiense, capital Asturica Augusta;
  • Convento lucense, capital Lucus Augusti;
  • Convento bracarense, capital Bracara Augusta;

Em 406 d.c, os Alanos, Suevos e Vândalos chegaram à Hispânia, período das migrações bárbaras. Nesse ciclo os Suevos mais os Búrios foram empurrados pelos Alanos para noroeste.

Chaves
Chaves
Por volta de 409 d.c, os suevos, encabeçados pelo rei Hermerico, pactuaram um foedus, com Honório levando a Galécia, antiga província romana, e dando origem ao  Reino da Galiza. Reino esse, que se estendeu até Coimbra, que iria também, englobar toda a região do norte de Portugal, incluindo toda a Zona do Nordeste Transmontana e a actual Galiza em Espanha.

A origem dos Transmontanos

Como poderemos ver, com apoio aos mapas (imagens), o Distrito de Trás-os-Montes e Alto Douro foi palco de transformações e divida por tribos, invasões romanas, migrações bárbaras e que somente no inicio do  condado Portucalense, pertencente ao Reino da Galiza, deu o nascimento do reino de Portugal, que por sua vez  iria dar origem à Região Transmontana.

Douro - Luís Gomes
Douro – Luís Gomes

Só por volta de do século XVI,  Trás-os-Montes iria ser reconhecida como Região. A partir do século XVII, a região passou a ser dividida em comarcas, cada uma com o seu corregedor. A região passou, então, a ser apenas uma unidade estatística e uma região militar comandada por um governador das armas. No início do século XIX, Trás-os-Montes incluía as comarcas de Bragança, Miranda, Moncorvo, Vila Real.

A origem dos Transmontanos

A região de Trás-os-Montes manteve-se na divisão administrativa de 1832. Nessa altura passou a dispor de um prefeito — magistrado que representava o governo central — e de uma junta geral de província — órgão autárquico, eleito localmente. A região passou a estar dividida nas comarcas de Bragança, Chaves, Moncorvo e Vila Real.

Chaves
Chaves

As comarcas, que não eram sede de região, dispunham, cada uma de um sub-prefeito, que representava o prefeito. Pela reforma administrativa de 1835, Portugal foi dividido em distritos. A divisão, em regiões, manteve-se, mas estas passaram a ser meros agrupamentos de distritos para fins estatísticos e de referência regional, sem órgãos próprios. A Região de Trás-os-Montes passou a agrupar os distritos de Bragança e de Vila Real.

Vale da Vilariça
Vale da Vilariça

A região, agora com a designação de Trás-os-Montes e Alto Douro e englobando alguns concelhos na margem esquerda do Douro, foi reinstituída pela reforma administrativa de 1936, em conformidade com a Constituição de 1933 (Estado Novo).

Arribas do Douro - Rui Videira
Arribas do Douro – Rui Videira

As novas regiões, foram criadas, com base num estudo geográfico que identificava 13 “regiões naturais” no território de Portugal Continental. A região natural de Trás-os-Montes e a região natural do Alto Douro, foram agrupadas na região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here