Início História A cidade mais antiga de Portugal

A cidade mais antiga de Portugal

Tem mais de 2000 anos e é a cidade mais antiga. Teve um papel crucial na formação da nacionalidade e ainda hoje é uma das principais cidades do país.

71120
1
braga
Braga (Fotografia: Pedro Costa Fotógrafo)

Sabe qual é a cidade mais antiga de Portugal? A sua fundação aconteceu há mais de 2.000 anos e prova disso são os inúmeros vestígios celtas que a rodeiam. É ainda uma das cidades cristãs mais antigas do mundo, contando com mais de 2000 anos de história, remontando aos tempos romanos quando se chamava Bracara Augusta em homenagem ao Imperador César Augusto e é a cidade mais antiga de Portugal.

Braga
Braga

Por isso mesmo é uma das primeiras cidades a ter sido convertida ao Cristianismo. O território que hoje é conhecido como Braga já era habitado desde o Mesolítico pela tribo dos Brácaros, como atestam os estudos arqueológicos a partir da Idade do Bronze.

Braga ou Bracara Augusta, como os romanos a baptizaram, é a cidade mais antiga de Portugal. Foi fundada pelos Celtas em 300 a.C. e foi um centro administrativo romano em 27 a.C.. Após a conquista do império romano, Braga tornou-se na capital política e intelectual do reino dos Suevos, que englobava a extinta região da Gallaecia e se prolongava até ao Rio Tejo.

Braga
Braga

Contudo, no ano de 716 os Mouros alcançam a cidade e provocaram uma grande destruição na mesma. Erguida ao longo dos séculos pelo povo Português, Braga sustenta agora um esplendor barroco como é difícil de encontrar.

Também é conhecida como, Cidade dos Arcebispos ou Roma Portuguesa, devido ao vasto património religiosos, do qual se pode destacar a Sé de Braga, a mais antiga do País, e o Santuários do Bom Jesus, que atrai fiéis e peregrinos dos quatro cantos do mundo.

bom jesus do monte braga
Bom Jesus do Monte, Braga

Braga é um cidade com duas coisas em abundância: jardins floridos e igrejas. Ok, talvez fora da temporada de primavera / verão não sejam tão floridos assim, mas as igrejas, capelas e santuários são mais de 15! O que é impressionante, porque a maioria delas se concentram no centro histórico, que é pequeno e completamente possível de caminhar inteiro. Isso é o motivo por trás do título de “Roma Portuguesa” e não é uma questão aleatória.

É que, no século 16, o arcebispo da cidade voltou de Roma e achou que era uma boa ideia construir várias praças e igrejas assim como a capital italiana. Por isso, Braga é a cidade portuguesa com mais igrejas por metro quadrado.

Braga
Braga

Se você sempre se perguntou por que diabos em português nós contamos os dias da semana de forma diferente do inglês e do espanhol, a resposta está em Braga. É que no período de transição entre o domínio romano e a conquista cristã portuguesa, houve uma grande transformação na cara da cidade, inclusive nos aspectos linguísticos: tudo que era considerado pagão precisava ser transformado.

Assim, os dias da semana, que antes era contactos como: Lunae dies, Martis dies, Mercurii dies, Jovis dies, Veneris dies, Saturni dies e Solis dies, ou seja, de acordo com os planetas e deuses romanos, passaram a ser Feria secunda, Feria tertia, Feria quarta, Feria quinta, Feria sexta, Sabbatum, Dominica Dies, o que derivou para a segunda-feira que dizemos hoje na língua portuguesa.

Braga
Braga

Apesar dessa longa história e tanta religiosidade, Braga é uma cidade jovem. Uma das mais jovens da Europa, inclusive, ao se observar a percentagem de habitantes mais novos em relação a idosos. O facto de ser uma cidade universitária, por conta da Universidade do Minho, ajuda bastante.

Em 2012, Braga foi seleccionada como Capital Europeia da Juventude, um titulo concedido pelo Fórum Europeu da Juventude, e que durante o ano desenvolve várias iniciativas culturais, sociais e políticas focadas na juventude. Um legado disso até hoje é a Noite Branca, uma festa em Setembro que dura 48 horas e chega a atrair cerca de 300 mil pessoas com uma programação de shows, festas, feiras e outras actividades.

História Desconhecida de Portugal: quando Braga foi capital da Galiza

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here