Início Viagens 8 fantásticas cascatas para descobrir em Sintra (algumas quase secretas)

8 fantásticas cascatas para descobrir em Sintra (algumas quase secretas)

Famosa pelos seus palácios, Sintra tem muito mais para descobrir no meio do seu parque natural. Descubra algumas das mais bonitas cascatas de Sintra.

17699
2
Sintra
Cascatas de Sintra

É conhecida, sobretudo, pela terra dos palácios. Mas Sintra é também famosa pelo seu parque natural, repleto de natureza verdejante. Por isso mesmo, é natural que, em alguns recantos secretos (ou menos secretos) desta região, se encontrem algumas belíssimas cascatas. As cascatas de Sintra não são tão conhecidas ou imponentes como as cascatas de outros locais do país, nem convidam a banhos como as cascatas do Gerês. Em Sintra, as cascatas são sobretudo pequenos tesouros que vale a pena descobrir, ainda pouco frequentados e que convidam a uns momentos de descanso e contemplação. Algumas são tão secretas que apenas são conhecidas por quem mora nas redondezas. Descubra 8 fantásticas cascatas em Sintra.

 

1. Cascata de Pisões

Esta será provavelmente a cascata mais conhecida de Sintra, aquela que todos já tiveram o prazer de a ver e fotografar. Situada em Sintra, esta está visível a qualquer um que passa pela estrada, seja a pé ou de carro. O percurso até chegar a ela, basta seguir até ao largo da Vila de Sintra, onde se situa o Palácio Nacional de Sintra.

Cascata de Pisões
Cascata de Pisões

Sigam pela esquerda e depois de passarem o Hotel Lawrence’s (lado direito), seguem em frente rumo à Quinta da Regaleira. Pouco depois podem podem verificar a cascata do lado esquerdo, sendo que a entrada da Quinta da Regaleira é logo a seguir. Como não dá para estacionar o carro junto à cascata podem sempre o deixar perto do Lawrence’s ou perto da entrada da Regaleira. Apesar de ser muito conhecida esta cascata, não deixa de ser muito bonita também.

 

2. Cascata da Bajouca (Fervença)

O caminho para se chegar a esta cascata é muito simples e o acesso também é fácil. Para quem vem da zona de Sintra, antes de iniciar a A9, sair em direcção à Base Aérea e virar à esquerda, passando assim por cima da ponte e entrando novamente na estrada com direcção a Sintra. Assim que entrarem irão ver o Restaurante Baião do vosso lado direito e irão ver logo um caminho de terra batida a seguir, podendo deixar os carros nesse pequeno largo.

Cascata da Bajouca (Fervença)
Cascata da Bajouca (Fervença) (Marco Rodrigues)

O caminho a seguir é feito a pé, descem a rua em alcatrão até ao seu final e irão depois encontrar do vosso lado direito uma palete que serve de portão. Depois de o passarem, seguem por um caminho em terra batida do vosso lado esquerdo, sendo que a cascata é logo a seguir. Uma atenção apenas para o facto de toda a zona em redor da cascata ter um piso por vezes bastante falso (escorregadio) pelas imensas pedras que existem.

 

3. Cascata de Anços

Para quem desconhece ainda o percurso até lá chegar, vindo da zona de Sintra, seguem pela A9, saindo em Montelavar, uma pouco mais à frente vão apanhar uma rotunda, seguindo em frente até chegar a uns semáforos, virando ai à esquerda, seguindo sempre em direcção a Anços. Depois de fazerem uma curva apertada à esquerda, vão começar a descer passando por cima de uma pequena ponte e ai já podem ver a placa de Anços.

Cascata de Anços
Cascata de Anços (Marco Rodrigues)

Começam então a subir e vão encontrar logo uma saída para a esquerda e logo depois outra (esta a que tem a placa informativa das cascatas), mas qualquer uma delas servirá pois ambas vão dar ao mesmo lugar. É então ai num pequeno largo que ficaram os carros, o resto do percurso será feito a pé. Depois de acabar o alcatrão e começar a terra batida, sigam pela estrada à vossa esquerda, virando depois novamente à esquerdo e seguir por um caminho mais estreito até ao seu final. Já no final do caminho vão encontrar as ruínas de um moinho com a respectiva mó ainda, basta descerem as pedras e chegarão então a esta cascata.

 

4. Cascata do Rio Mourão

Esta cascata fica situada um pouco mais abaixo da “famosa” Cascata de Anços. O caminho para a encontrar é o mesmo da cascata anterior. No entanto, quando passarem as ruínas do moinho e descerem as pedras, terão de atravessar o rio e seguirem pelo caminho da direita, esta cascata encontra-se um pouco mais à frente. Contudo vão estar no topo da mesma.

Cascata do Rio Mourão
Cascata do Rio Mourão

Os mais corajosos podem sempre a tentar descer tendo em conta que o piso para fazer é escorregadio. Podem sempre visualizar esta cascata noutro ponto. Ou seja começando no ponto onde deixaram os carros, seguem da mesma forma pelo caminho de terra batida, mas em vez de virarem à vossa esquerda seguem em frente e mais à frente vão poder olhar e ver a cascata do vosso lado esquerdo.

 

5. Cascata de Armés

Para quem vem da zona de Sintra, antes de iniciar a A9, sair em direcção à Base Aérea e virar a esquerda, passando assim por cima da ponte seguindo depois em frente, vão chegar a um cruzamento/rotunda e virem à esquerda e entram logo em Armés. Sigam em frente até chegar a um pequeno cruzamento e aí seguem novamente em frente até começarem a descer. Ainda na descida vão ver a placa a indicar que saíram de Armés e no final da descida, vão virar na primeira à esquerda, (género de um gancho) para uma estrada sem saída.

Cascata de Armés
Cascata de Armés (Marco Rodrigues)

À vossa frente estará um portão e pela direita existe um caminho de terra batida. Sigam pela esquerda do portão e vão ver uma ponte para atravessar o ribeiro. Sigam por esse trilho até passarem por baixo de uma via rápida. Depois de passarem por baixo desta vão encontrar um pouco mais à frente uma casa abandonada já coberta de mato. Desçam por esse caminho e logo depois chegam à cascata.

 

6. Cascata de Mastrontas

Existem vários caminhos para chegarem a ela, é uma questão de verem por qual optam, eu segui em direcção a Anços, como se fossem para a Cascata de Anços mas seguem sempre em frente, percorrendo a localidade toda, até chegarem a um cruzamento onde irão virar a vossa esquerda no sentido da Estação de Mafra, mais à frente virem à direita no sentido de Mastrontas, depois é só seguir em frente até chegarem à travessia da linha do comboio.

Cascata de Mastrontas
Cascata de Mastrontas (Marco Rodrigues)

Onde puderem, tentem estacionar. O caminho é depois feito a pé ao lado da linha, do lado esquerdo existe um caminho de terra batida, e assim que este acabar, vão passar por cima de uma ponte, atravessem a linha para o outro lado por forma a descerem e a passarem por baixo da mesma. Aqui já vão estar dentro do ribeiro, e assim que passarem a ponte na sua totalidade estão no topo desta cascata. Com cautela, e cuidado, podem tentar descer para apreciar melhor esta maravilha.

 

7. Cascata de Fação

Para chegar a esta cascata, se vier da zona de Sintra, antes de iniciar a A9, sair em direcção da Base Aérea ate chegar a Fação. Aí continuam em frente até chegarem a um cruzamento onde à direita estão as placas em direcção de Cortegaça e Coutinho Afonso e nesse mesmo cruzamento seguem em frente. Vão passar por cima de uma pequena ponte onde irá estar do lado direito uma grua amarela e irão virar logo ai à esquerda (confirmem e do lado esquerdo estará também outra grua amarela).

Cascata de Fação
Cascata de Fação

Depois vão ficar lado a lado com o rio e vão passar por uma ponte e seguem a estrada, mais à frente vão ver umas ruínas do lado esquerdo e uma casa pequena do lado direito até chegarem a um pequeno largo onde podem deixar o carro pois o resto do percurso será feito a pé. O caminho a seguir é junto a uma casa e seguem até começarem a descer um pouco. Aí vão virar à direita e vão ver uma casa toda ela de madeira. Continuam o caminho e no final dele, seguem pelo caminho da direita ate chegarem a um descampado. Sigam sempre em frente até chegarem ao ribeiro e depois é só ir lado a lado com ele até chegarem a cascata.

 

8. Cascata de Magoito

O caminho para lá é fácil: basta seguirem pela estrada até Magoito. A seguir a Arneiro dos Marinheiros, virar a esquerda onde tem as placas (Fontanelas, Azenhas do Mar e Praia das Maças) e seguem sempre em frente. Vão chegar a Casal de Á-dos-Eis e continuam em frente. Depois de algumas curvas vão chegar a uma descida e aí vão ver à vossa frente uma enorme subida.

Cascata de Magoito
Cascata de Magoito (Marco Rodrigues)

No fim da descida, do lado direito, existe uma saída num caminho de terra batida, e logo depois de percorrer esse caminho tem um largo pequeno onde podem deixar os carros. Vão ficar de frente para dois moinhos lá no alto. A partir daqui o caminho é feito a pé. Assim que iniciarem o percurso virem à vossa esquerda, ou seja seguem para baixo e depois seguem o caminho pela direita até chegarem à cascata que ficará do vosso lado direito.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here