Início Lifestyle 8 falsos benefícios do consumo de limão

8 falsos benefícios do consumo de limão

São muitos os mitos sobre o consumo de limão mas nem todos os supostos benefícios são verdadeiros. Descubra algumas dessas mentiras.

3
limão
Limão

Nos últimos anos, o consumo de limão transformou-se numa moda. A ele são associados vários benefícios para a o organismo, como a capacidade de alcalinizar o corpo ou de ajudar a emagrecer. Mas a maior parte desses supostos benefícios são apenas mitos.

Perder peso num curto espaço de tempo (digamos, em uma semana ou menos), prevenir doenças, melhorar a digestão, equilibrar o pH e muitos outros benefícios semelhantes não são apenas atraentes, mas desejáveis.

Portanto, quando se propõe algo tão simples quanto o consumo de limão para obtê-los a todos de uma vez, as pessoas caem na armadilha e começam a incorporar este alimento na sua rotina, esperando sentir-se melhor em todos os aspectos.

No entanto, beber água de limão (quente ou fria, simples ou com outros ingredientes) não traz benefícios reais à saúde. Nem sequer ajuda a prevenir doenças.

Não emagrece, não previne nem equilibra

Por mais que o limão seja uma fruta rica em vitamina C, fibras alimentares e outros nutrientes, o seu consumo na forma de limonada não representa nenhum benefício imediato ou mágico para a saúde.

A limonada ou a água com limão podem ser consumidas como bebida refrescante, dentro de uma dieta equilibrada e de um estilo saudável. Mas não é um remédio “potente” ou uma cura imediata, nem é um tratamento adjuvante. E, em suma, não é aconselhável substituir as refeições por esta bebida por causa dos seus supostos benefícios imediatos.

A água é um elemento essencial para o corpo desempenhar todas as suas funções correctamente. Para apreciá-la com um leve toque de sabor, podemos adicionar uma fatia de limão ou laranja. A ideia é aproveitar o “sabor” para garantir que consumimos bastante líquido ao longo do dia e, assim, manter uma boa hidratação. Estes são os supostos benefícios de consumir limão diariamente:

1. “Fortalece as veias”

Afirma-se que consumir limonada diariamente ajuda a melhorar a circulação sanguínea, reforçar os músculos, a resistência vascular, prevenir (ou tratar, conforme o caso) condições cardiovasculares, inflamatórias e até fortalecer as paredes das veias. Por quê? Por causa dos antioxidantes e do potássio fornecidos pelo limão.

No entanto, tudo isto é uma farsa. A quantidade antioxidantes nesta bebida é insuficiente para fornecer esses benefícios.

2. “Previne a osteoporose”

Também é alegado que a vitamina C no limão ajudaria a “aumentar” a densidade óssea, devido ao desenvolvimento osteoblástico da matriz óssea. Por outro lado, é afirmado que beber limonada poderia estimular a formação de cartilagem entre as articulações, melhorando assim o sistema ósseo em geral.

Isto não está cientificamente comprovado. Mais, a quantidade de limão presente numa limonada típica seria insuficiente para afirmar que ela pode fornecer benefícios tão “poderosos” ao organismo.

3. “Desintoxica”

O benefício mais atribuído (e popular de todos) ao consumo diário de sumo de limão é a “desintoxicação do corpo” e a limpeza do trato urinário. Segundo algumas fontes, a bebida ajudaria a “acelerar” a eliminação de elementos desnecessários ao corpo pela urina. Por outro lado, foi dito também que inibiria a capacidade dos rins de reabsorver sódio.

Tudo o que é escrito sobre esta “desintoxicação” é uma farsa. O corpo não precisa que bebamos sumo de limão ou qualquer outra bebida para “estarmos limpos e saudáveis”. O fígado e os rins fazem este trabalho sozinhos, sem qualquer ajuda.

4. “Combate a prisão de ventre”

O consumo diário de limão, quente nem frio, não ajuda a combater ou prevenir a prisão de ventre. Para isso, o recomendado é o consumo de fibras, dentro de uma dieta equilibrada. Também não estimula a produção de enzimas digestivas nem melhora a actividade intestinal.

5. “Previne a anemia”

Também se afirma que consumir limonada diariamente ajuda a prevenir a anemia, pois facilitaria a absorção de ferro.

Este benefício foi extraído (e exagerado) das conclusões de um estudo realizado no Japão, no qual foi comentado que o limão poderia ter certos benefícios para a saúde mas onde nunca se refere esta relação directa com a prevenção da anemia.

6. “Melhora a digestão”

Beber limonada diariamente também ajudaria a estimular a produção de saliva, sucos gástricos no estômago e a produção de pepsina. Acredita-se que estas substâncias favoreceriam a digestão, pois ajudariam a quebrar os alimentos e assimilar melhor as proteínas.

Mais uma vez, apesar de ser verdade, o nosso organismo já faz isto sozinho, sem qualquer ajuda. Além disso, o efeito do consumo de limonada na produção de saliva e pepsina é residual.

7. “Ajuda a perder peso”

Supostamente, ao limoneno e à vitamina C, o limão ajudaria a suprimir o apetite, estimular o metabolismo, diminuir a absorção de gorduras do corpo, regular a produção de colesterol, triglicerídos e altos níveis de açúcar no sangue.

Todos estes factores contribuiriam para ajudar a perder peso. O problema? É necessário que você consuma dezenas de limões por dia para que isso aconteça.

8. “Equilibra o pH”

Muito foi dito sobre o “grande potencial” do limão para equilibrar o pH do corpo. No entanto, a verdade é que o corpo não precisa de comida ou bebida para eliminar toxinas, limpar e muito menos promover a transpiração. Tudo o que é escrito sobre o potencial deste fruto para “desintoxicar” e “alcalinizar” não passa de uma farsa.

Conclusão

Consumir limonada diariamente não é tão benéfico quanto se afirma. Só pode ajudar a manter uma boa hidratação. Portanto, tirar proveito desta bebida, dentro de uma dieta equilibrada e, é claro, de um estilo de vida saudável, pode ser benéfico ao nível da hidratação, mas nada mais.

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde,
    Sei que o limão não deve ser nenhum “milagre”, mas da mesma forma que se afirmam os benefícios do limão, em alguns estudos publicados, sobre a sua composição, também deve ser demonstrada ou justificada, a sua ineficácia, não bastando para isso dizer “é uma farsa”.
    Também sei, que nós somos aquilo que comemos e se num dado momento da vida o nossa organismo precisar de uma “ajudinha”, porque não? Será que ele faz tudo Sózinho, neste mundo cada vez mais poluído, onde a cada esquina espreita um agente agressor ?
    Espero que este artigo não tenha sido escrito pelo Sr. Dr. Fernando Lemos.
    Bem Haja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here