Início Viagens 5 parques secretos em Lisboa que você vai adorar descobrir

5 parques secretos em Lisboa que você vai adorar descobrir

São locais verdes, ideais para passeios em família ou para descontrair sozinho enquanto lê um livro. Descubra os melhores parques secretos de Lisboa.

2250
0
Parque do Calhau

 

São locais que nos fazem esconder do reboliço citadino por momentos o que é muito importante, especialmente numa cidade enorme como Lisboa. Nestes parques pode optar por fazer uma simples caminhada a sós, com amigos ou com o seu animal de estimação. Pode também realizar diversas actividades desportivas ao ar livre e, quando a primavera chega, são óptimos locais para ler um livro ou fazer um piquenique em família, com os mais pequenos. Lisboa não tem porque ser uma cidade repleta de stress do quotidiano do dia a dia. Aceite as nossas sugestões e descubra 5 parques em Lisboa pouco conhecidos mas que, temos a certeza, você vai adorar descobrir.

 

1. Quinta das Conchas

Situado no bairro do Lumiar, o parque da Quinta das Conchas foi o resultado de recuperação de duas quintas do século XVI e é considerada a terceira maior mancha verde da capital, a seguir ao Parque Florestal de Monsanto e ao Parque da Bela Vista. Hoje em dia conta com uma área total de 24 hectares de relvado e área florestada.

Quinta das Conchas
Quinta das Conchas

O jardim convida ao descanso na esplanada ou na relva e tem condições para as práticas desportivas. Encontra-se um parque infantil para o deleite das crianças e oferece outros equipamentos para vários tipos de eventos – um palco para a realização de espectáculos, restaurante, cafetaria e um edifício de serviço de apoio e área de exposições.

 

2. Parque botânico do Monteiro-Mor

Também situado no Lumiar, este parque faz ligação entre dois museus históricos – Museu do Traje e o Museu do Teatro e da Dança. A sua origem data do século XVIII, tendo sido organizado pelo botânico italiano Domingos Vandelli, a mando do 3º Marquês de Angeja. Após a venda da Quinta em 1840 ao 1º Duque de Palmela e 1º Marquês do Faial, o jardim sofreu alguns melhoramentos. Foram trazidas espécies raras e recebidas novas esculturas.

Parque botânico do Monteiro-Mor
Parque botânico do Monteiro-Mor

A Quinta permaneceu na propriedade dos duques de Palmela até ao ano de 1975, altura em que foi vendido ao Estado Português.  O jardim compreende uma área de 11 hectares com diversas árvores antigas, um jardim de buxo e um roseiral e diversos canteiros com flores que anunciam, nesta altura, a chegada da primavera!

 

3. Mata de Alvalade

O Parque José Gomes Ferreira ou Mata de Alvalade é um local ideal para todas as idades. Situado no bairro de Alvalade, o parque tem um circuito de manutenção, com Bootcamp a um preço simbólico e é propício a várias actividades desportivas: corrida, bicicleta ou, simplesmente, caminhar calmamente em contacto com a natureza.

Mata de Alvalade
Mata de Alvalade

O Parque também convida ao desfrute do piquenique – há um espaço para merendas com mesas, cadeiras e grelhadores. Para os mais preguiçosos, apreciadores da bela arte de ”esplanar”, sugerimos irem ao quiosque do Parque onde se encontra uma esplanada feita em troncos reciclados, tapetes e puffs.

 

4. Mata de Benfica

Situado na freguesia de Benfica, o Parque Silva Porto é uma área arborizada, plantada em 1880 por ordem de João Carlos Ulrich com o objectivo de embelezar o seu Palácio da Feiteira. Foi adquirido, posteriormente, em 1911 por César Augusto de Figueiredo, oferecendo-o à Câmara Municipal de Lisboa, com a condição de abrir o espaço a todos os cidadãos. O Parque, com o nome do pintor Silva Porto,  é um espaço bucólico que convida ao descanso.

Mata de Benfica
Mata de Benfica

Tem um quiosque simpático com esplanada, gerido pelo Clube Futebol Benfica, um pequeno lago com patos, gansos, onde não faltam os vaidosos pavões. Nota-se uma preocupação com os animais: perto do pequeno parque de merendas, situa-se um terreno para os cães poderem correr à vontade e fazer exercício. Os gatos de rua foram esterilizados e encontraram também um lugar para ficar. Para quem gosta de desporto, o Parque tem um campo de paddle e para os mais pequenos, para além de um parque infantil, o espaço oferece actividades de aventura do Benfica Extreme Adventure Park – BX.

 

5. Parque do Calhau

Situado na freguesia de São Domingos de Benfica, o Parque do Calhau é uma das portas de entrada da vasta serra de Monsanto, os pulmões da cidade. Este espaço convida à corrida ou caminhada. Sombras não faltam para estender a toalha e, simplesmente, desfrutar.

Parque do Calhau
Parque do Calhau

Há também mesas e assentos para quem tem receio de sujar a roupa e amplo espaço relvado para aderir a jogos e brincadeiras. O mais incrível é que nos esquece que estamos, de facto, tão perto da azáfama e do barulho citadino.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here