Início Cultura 33 palavras de origem africana utilizadas na Língua Portuguesa

33 palavras de origem africana utilizadas na Língua Portuguesa

A Língua Portuguesa viajou pelo mundo e influenciou outros idiomas. Mas também adoptou palavras de outras línguas, como palavras de origem africana.

9763
3
Língua Portuguesa
Língua Portuguesa

A Língua Portuguesa espalhou-se pelo mundo e hoje é falada por muitos mais milhões de pessoas do que aquelas que vivem em Portugal. Desde o Brasil a África, desde a Índia à China, a Língua Portuguesa influenciou outros idiomas mas também foi influenciada pelos povos com os quais os portugueses contactaram. O nosso idioma adoptou palavras de outros idiomas, como o Inglês ou o Francês, mas também palavras de origem indígena e até palavras de origem africana. Descubra 33 palavras de origem africana utilizadas na Língua Portuguesa.

 

BAGUNÇA – Baderna, desordem.

BANZÉ – Confusão.

BATUQUE – Dança com sapateado e palmas, com som de instrumentos de percussão. É uma variante das rodas de capoeira, praticada pelos negros trazidos de Angola para o interior da Bahia. No sul do Brasil, é sinónimo de rituais religiosos e, no interior do Pará, é uma espécie de samba.

BUGIGANGA – Objecto de pouco ou nenhum valor ou utilidade.

BUNDA – Nádegas, na língua falada pelos bundos de Angola.

BÚZIOS – Conchas marinhas

CACHAÇA – Bebida alcoólica; pinga; durante muito tempo, os negros escravizados, banhados em suor, giravam manualmente as rodas dos engenhos de açúcar e, do vapor originário da fervura do caldo da cana, escorria pela parede e pingava do tecto (daí o porque o nome “pinga”) a bebida de sabor clássico, que ardia nos olhos e foi baptizada de “pinga”.

CACHIMBO – Tubo de fumar, com um lugar escavado na ponta para se colocar o tabaco.

CAÇULA – O mais novo.

CAFUNÉ – Coçar a cabeça de alguém.

CANDONGA – Intriga, mexerico.

CAPANGA – Guarda-costas. Bolsa pequena que se leva a tiracolo.

CATITA – Pequeno, baixo, miúdo.

EMBALAR – Acalentar; balançar; fazer adormecer.

ENCABULAR – Envergonhar-se. Ficar vexado por algum motivo.

ESCANGALHAR – Desordem. Confusão. Desmantelo. Dano causado por estrago.

FOFOCA – Intriga. Mexerico

FOLEIRO – Reles. Ordinário. Sem Valor. Farrista.

FUNGAR – Fazer ruído com o nariz ao inspirar o ar. Assoar o nariz. Coriza na fossa nasal. Fuçar.

GERINGONÇA – Coisa malfeita e de duração precária. Objecto ou coisa estranhos cujo nome e finalidade não se conhece.Ginga – Bamboleio. Balanço com o corpo. Dançar com o corpo ao som de uma música ou instrumento. Movimento corporal na capoeira, na dança e no futebol. Sacerdotisa do culto Omolocô. Remo que se usa para fazer a embarcação balançar.

LAMBADA – Golpe dado com o chicote, tabica ou rebenque. Copo ou gole de bebida alcoólica. Dança de salão de origem amazónica. Significa bater, castigar, ferir, atingir com golpe ou pancada.

LAMBÃO – Indivíduo que não sabe lidar com as coisas sem sujar-se.

LARICA – Apetite desenfreado após a ingestão de marijuana. Dificuldade. Aperto. Apuro.

LENGA-LENGA – Conversa, narrativa ou discurso enfadonho.

MALUCO – Alienado mental. Endoidecido.

MANHA – Choro infantil sem causa. Birra. Malícia. Ardil. Artimanha. Habilidade manual.

MOLENGA – Mole. Indolente. Preguiçoso. Medroso e covarde.

PAMONHA – Certo tipo de iguaria derivada do milho. Diz-se também da pessoa molenga. Inerte. Desajeitada. Preguiçosa. Lenta.

PINGA – Aguardente extraída do caldo da cana.

SAMBA – Dança cantada de origem africana de compasso binário (da língua de Luanda, semba = umbigada). Nome genérico de um ritmo de dança afro-brasileiro.

SOVA – Dar pancadas com a mão. Espancar.

TAGARELA – Pessoa que fala muito e à toa.

TANGA – Pano que cobre desde o ventre até as coxas.

TUTANO – Substância mole e gordurosa no interior dos ossos.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here