Início Viagens 30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

O Parque Nacional Peneda Gerês possui alguns dos melhores trilhos do país em contacto com a natureza. Descubra 30 fantásticos percursos pedestres no Gerês.

2

21. PR Silhas dos Ursos

Vilar de Veiga - Gerês
Vilar de Veiga – Gerês

Localização: Freguesias de Vilar da Veiga e Campo do Gerês, Concelho de Terras de Bouro.

Ponto de partida e chegada: antiga Casa de Guarda Florestal da Junceda. Parte da estrada de acesso a este trilho encontra-se, de momento, em mau estado o que pode constituir uma dificuldade acrescida para viaturas automóveis.

Extensão: 5 km.

Duração: cerca de 3 h.

Dificuldade: média.

Cota mínima / máxima: 900 m / 1100m.

Pontos: Casa da Junceda – Silhas (1 e 2) – prado de Gamil – prado da Tojeira – Casa da Junceda.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página, no PNPG, na ADERE-PG e nas Portas do PNPG.

Breve descrição

O trilho necessita de remarcação e reposição de alguma sinalização, mas pode ser realizado. Desenvolve-se na Serra do Gerês, sobre uma das vertentes do vale de Falha do Rio Gerês, numa zona de encostas íngremes, onde abundam linhas de água, alguns pequenos bosques de carvalhos (Quercus spp.), vidoeiros (Betula alba) e azevinhos (Ilex aquifolium) e prados de altitude. O trilho tem por tema a Apicultura e a Arqueologia rural, indo buscar o nome às duas Silhas. Estas são construções em granito, cujo objetivo era o de proteger os cortiços das abelhas do alcance dos ursos-pardo que habitaram em Portugal. O percurso desenvolve-se por caminho de pé posto, com pisos irregulares e inclinados, nas encostas e piso regular e pouco acentuado, nas zonas dos prados.

Folheto: PR Silhas dos Ursos

 

22. PR Cidade da Calcedónia

Covide
Covide

Localização: freguesia de Covide (Lugar do Calvário), concelho de Terras de Bouro

Ponto de partida e chegada:  Lugar do Calvário, freguesia de Covide.

Extensão: 7 km.

Duração: cerca de 4h:30min.

Dificuldade: elevada.

Cota máxima alcançada: 999 m (no Cabeço da Calcedónia).

Pontos: Lugar do Calvário – Covide – Tonel – Castro da Calcedónia – Poço Azul – Covide – Lugar do Calvário.
Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto disponível nesta página, na Porta do PNPG em Campo do Gerês, no Município de Terras de Bouro e respetivos Postos de Turismo e no sítio da ADERE-PG.

Breve descrição

Um dos principais pontos de interesse deste trilho é o penedo da Calcedónia, muito conhecido pela grande fenda que o atravessa de um lado ao outro levando-nos ao seu topo. Poucos sabem, contudo, que junto dele se abrigava uma povoação da Idade do Ferro, mais tarde ocupada pelos romanos. Existem ainda alguns vestígios da muralha do castro e, mais raramente, encontram-se fragmentos de cerâmica dessa época. Foram também encontrados alguns fragmentos de telha que nos indicam a presença dos romanos.

Folheto: PR Cidade da Calcedónia

 

23. PR Currais

Vilar da Veiga - Rui Videira
Vilar da Veiga – Rui Videira

Localização: Freguesia de Vilar da Veiga, Concelho de Terras de Bouro.

Acesso: Vidoeiro – Curral da Lomba do Vidoeiro – Curral da Carvalha das Éguas – Curral da Espinheira – Pedra Bela – Vidoeiro.

Ponto de partida e chegada: Vidoeiro, Freguesia de Vilar da Veiga.

Extensão: 10 km.

Duração: cerca de 4 h.

Dificuldade: média a elevada.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto disponível nesta página, na Porta do PNPG em Campo do Gerês, na Câmara Municipal de Terras de Bouro e respetivos Postos de Turismo ou no sítio da ADERE-PG.

Breve descrição

O trilho dos Currais proporciona um contacto direto com o espírito e tradições comunitárias locais, nomeadamente a organização silvopastoril, denominada de vezeira. Poderá assim conhecer, numa parte importante da serra do Gerês, diversas estruturas que são necessárias para este tipo de organização comunitária como são os Currais (o Curral da Espinheira, o Curral da Carvalha da Égua e o Curral da Lomba do Vidoeiro) e as respetivas cabanas, onde pernoitam os (as) pastores(as), aguardando a sua vez – daí o nome de vezeira – de tomar a responsabilidade do pastoreio do gado.

24. PR São Bento

Localização: freguesias de Rio Caldo e Covide, concelho de Terras de Bouro.

Covide
Covide

Ponto de partida e chegada: Lugar de Seara, freguesia de Rio Caldo

Extensão: 11 km.

Duração: cerca de 5 h.

Dificuldade: média a elevada.

Pontos: Lugar de Seara – Furna – praia fluvial – fojo do lobo – Basílica de S. Bento – Lugar de Seara.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página, na Porta do PNPG em Campo do Gerês, no Município de Terras de Bouro e respetivos Postos de Turismo ou no sítio da ADERE-PG.

Breve descrição

O trilho desenvolve-se ao longo da encosta Sudoeste do vale do rio Caldo e tem como principais atrativos os antigos fornos de fabrico de carvão (denominados furnas), as pegadas de Santa Eufémia (marcas num bloco granítico que nos remetem para as tradições e mitologias da freguesia de rio Caldo) e a basílica de São Bento da Porta Aberta, local de culto e de grandes peregrinações (uma das maiores do norte de Portugal). Pode ainda conhecer-se o núcleo rural de Seara. Este percurso pedestre foi afectado pelos incêndios florestais do verão de 2010. A sua sinalização não foi danificada, embora ainda possa existir o impacto visual negativo de uma área ardida.

Folheto: PR São Bento

 

25. PR Sobreiral da Ermida do Gerês

Vilar da Veiga
Vilar da Veiga

Localização: Lugar da Ermida – Vilar da Veiga, concelho de Terras de Bouro

Ponto de partida e chegada: Miradouro da Ermida, Vilar da Veiga

Extensão: 13,3 km

Duração: 5 horas

Dificuldade: Moderada

Cota máxima alcançada: 800 m

Pontos: Ermida – Cascata do Arado – Curral de Portos –

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto disponível nesta página, na Porta do PNPG em Campo do Gerês e no site Município de Terras de Bouro.

Breve descrição

O trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês, situado nessa aldeia serrana do Parque Nacional da Peneda-Gerês, deve o nome ao sobreiral que se destaca na paisagem montanhosa, numa encosta virada a sul, sobranceira ao rio Arado e Fafião.

Segue por trilhos e caminhos florestais, permitindo ao visitante passar não apenas por locais de beleza paisagística – como a cascata e vale do Arado – mas também em vários currais utilizados pelos pastores.

Folheto: PR Sobreiral da Ermida do Gerês

2 COMENTÁRIOS

  1. DE Todas Estas Riquezas Nos Orgulhamos Todos em Geral,Uma Coisa Poderia Ser Bastante Henriquecida,se Fossem Feitos Roteiros Turisticos Organizados Socialmente Sem Fins Lucrativos ,entre Camãras e Juntas DE Freguesia com Seu Cidadãos ,mas Ainda Melhorados com Qs Quais os Interesses de Cada Região Em Livros e Pequenos Cedes Musicais e Documentários . Joaquim Barroso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here