Início Viagens 30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

O Parque Nacional Peneda Gerês possui alguns dos melhores trilhos do país em contacto com a natureza. Descubra 30 fantásticos percursos pedestres no Gerês.

2

6. PR Pertinho do Céu

Santuário da Peneda - Gavieira
Santuário da Peneda – Gavieira

Localização: freguesia da Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez.

Ponto de partida e de chegada: Lugar de Souto (Igreja), freguesia da Gavieira.

Extensão: 6 km.

Duração: cerca de 3h:30min.

Dificuldade: fácil / média.

Pontos: Souto (Igreja) – Bosgalinhas – S. Bento do Cando – Ninhada e regresso ao local de partida.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página, no PNPG, na ADERE-PG e nas Portas do PNPG.

Breve descrição

Este percurso pedestre destaca-se pela paisagem e pela oportunidade de visita a algumas brandas da Gavieira, nomeadamente a Branda de Bosgalinhas e a branda de S. Bento do Cando, um povoado conhecido pela romaria de adoração a São Bento. Descendo em direcção ao rio Grande, acompanhamos o rio que vai moldando a paisagem até perto do lugar da Igreja.

Folheto: PR Pertinho do Céu

 

7. PR Ramiscal

percursos pedestres no Gerês
Cabreiro

Localização: Freguesia de Cabreiro, Concelho de Arcos de Valdevez.

Ponto de partida e chegada:  Lugar de Vilela Seca, Freguesia de Cabreiro.

Extensão: 7,2 km.

Duração: cerca de 4 h.

Dificuldade: fácil.

Pontos: Vilela Seca – Lordelo – Branda do Rodrigo – regresso ao ponto de partida.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página, na Porta do PNPG no Mezio e nos sítios da ARDAL e da ADERE-PG.

Breve descrição

Este trilho permite conhecer dois Lugares de meia encosta, da Freguesia de Cabreiro (Vilela Seca e Lordelo), banhados pelos Rios Ramiscal e Cabreiro. Ao longo do percurso pode-se entrar em contacto com uma paisagem deslumbrante, com habitats de espécies de fauna e flora raras e valiosas e ainda com as engenhosas tradições associadas à agricultura e pecuária locais.

Folheto: PR Ramiscal

 

8. PR Brandas

Rouças - Rui Videira
Rouças – Rui Videira

Localização: freguesia de Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez.

Nota: de momento, não dispõe da placa de início do percurso, mas pode ser realizado.

Ponto de partida e chegada: Lugar de Rouças, freguesia de Gavieira.

Extensão: 8 km.

Duração: cerca de 5 h.

Dificuldade: média.

Pontos: Rouças – branda de Gorbelas – Seida – fojo do lobo e regresso ao local de partida.
Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página, no PNPG, na ADERE-PG  e nas Portas do PNPG.

Breve descrição

Este trilho leva-nos a visitar algumas brandas de apoio à pastorícia que na serra da Peneda têm importância particular: uma branda de cultivo (a branda de Gorbelas), rodeada por campos de centeio; e uma branda de gado (a branda da Seida), que se destinava apenas ao abrigo do(a) pastor(a) e dos animais durante a noite. Também se pode avistar o fojo do lobo, entre o Alto da Pedrada (o ponto mais alto da serra da Peneda, com 1416 m) e as Lamas do Vez (onde nasce o rio Vez).

Folheto: PR Brandas

 

9. PR Mezio

Mezio
Mezio

Localização: Mezio, concelho de Arcos de Valdevez.

Ponto de partida e chegada: Mezio. O local de início foi alterado, dado que a antiga zona inicial se encontra vedada. O trilho começa, agora, junto ao antigo Centro de Interpretação onde foi colocada a placa de início de percurso. Sugere-se um contacto prévio com a Porta do PNPG no Mezio.

Extensão: 2 km.

Duração: cerca de 1 h.

Dificuldade: fácil.

Cota mínima / máxima: 640 m / 660 m.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto disponível em “Relacionados” à esquerda desta página, e no PNPG, na ADERE-PG e nas Portas do PNPG.

Breve descrição

Circuito: Mezio – Mamoas – Curral / Prado – Branda de Mosqueiros – miradouro e regresso ao local de partida. O percurso apresenta uma grande diversidade de espécies vegetais, fruto da intervenção florestal, sendo também muito rico pelo seu património arqueológico, nomeadamente, diversos monumentos funerários pré-históricos (antas e mamoas – ver pontos de interesse). Observam-se ainda elementos de uma ocupação humana mais recente ligada à economia agropastoril, nomeadamente, um curral e as ruínas de uma branda de gado.

Folheto: PR Mezio

 

10. Travessia das Serras da Peneda e do Soajo

Sistelo
Sistelo

Localização: complexo montanhoso das Serras da Peneda e do Soajo.

Ponto de partida e chegada: Porta do PNPG no Mezio.

Extensão: 77 km.

Duração: cerca de 4 dias.

Dificuldade: média.

Pontos: este percurso desenvolve-se em 3 etapas, num total de 77 km, estimando-se que sejam necessários 4 dias para o realizar – etapas:

1 – Porta do PNPG (Mezio) – Bostelinhos – Fojo da Cabrita – Avelar – Lordelo – Sistelo;

2 – Sistelo – Padrão – Porta Cova – Branda do Furado – Branda de Real – Branda de S. Bento do Cando – Pântano – Santuário da Sra. da Peneda;

3 – Santuário da Sra. da Peneda – Baleiral – Tibo – Mistura das Águas – Várzea – Paradela – Soajo – Vilar de Suente – Porta do PNPG (Mezio).

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto em “Relacionados”, à esquerda desta página, e na Porta do PNPG, no Mezio.

Breve descrição

O percurso atravessa o complexo montanhoso das Serras da Peneda e do Soajo, ao longo do qual se pode observar o trabalho engenhoso de armar os solos em socalcos agrícolas, bem como todo um conjunto de estruturas de apoio à actividade agropastoril. Também permite passar por diversos habitats que albergam uma vasta riqueza florística e faunística.

Folheto: PR Travessia das Serras da Peneda e do Soajo

2 COMENTÁRIOS

  1. DE Todas Estas Riquezas Nos Orgulhamos Todos em Geral,Uma Coisa Poderia Ser Bastante Henriquecida,se Fossem Feitos Roteiros Turisticos Organizados Socialmente Sem Fins Lucrativos ,entre Camãras e Juntas DE Freguesia com Seu Cidadãos ,mas Ainda Melhorados com Qs Quais os Interesses de Cada Região Em Livros e Pequenos Cedes Musicais e Documentários . Joaquim Barroso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here