Início Viagens 15 locais de visita obrigatória em Siena

15 locais de visita obrigatória em Siena

Uma cidade histórica, repleta de monumentos e uma das mais bonitas da Toscana. Estes são os melhores locais para visitar em Siena, Itália.

640
0
Siena
Siena

A belíssima Siena é uma cidade histórica na região da Toscana e é a capital da província de Siena. Esta urbe transalpina é conhecida pela sua espectacular arquitectura e por uma incrível praça principal, a Piazza del Campo. Mencione-se, também, que o centro histórico sienense é Património Mundial da UNESCO. Tal como aconteceu com outros sítios toscanos, Siena foi colonizada pela primeira vez por tribos etruscas. Passou a cidade durante o reinado do imperador Augusto.

Como Siena não estava localizada perto de nenhuma das principais estradas, não prosperou na Era Romana. No entanto, durante o tempo dos Lombardos, a cidade desenvolveu-se e tornou-se a poderosa República de Siena, que durou várias centenas de anos. Siena continuaria a florescer e, hoje, conta, sobretudo, com as indústrias turística e agrícola.

Siena
Siena

Há, em Siena, uma abundância de fenomenal arquitectura, como o Palazzo Pubblico e a Torre del Mangia. Além disso, a cidade tem uma grande variedade de fantásticos museus e galerias, como o Museu Cívico e a Galeria Nacional. O centro histórico sienense – um dos mais bem preservados da região – é cativante de explorar. Estes são os melhores locais para visitar em Siena, Itália.

 

1. Catedral de Santa Maria Assunta

Catedral de Santa Maria Assunta
Catedral de Santa Maria Assunta

Trata-se de uma das mais incríveis peças da arquitectura gótica que encontrará no “país da bota”. Este edifício é, simplesmente, fantástico e tanto o exterior como o interior são espectaculares. Originalmente construída no século XIII, a Catedral de Santa Maria Assunta é um ícone de Siena. Está situada na Piazza del Duomo.

 

2. Piazza del Campo

Piazza del Campo
Piazza del Campo

Praça principal de Siena. Está sempre repleta de vida e turismo. Os sítios mais fabulosos da Piazza del Campo são a gigante Torre del Mangia, o magnífico Palazzo Pubblico e a primorosa Fonte Gaia. A espantosa arquitectura medieval e a atmosfera que se vive nesta praça fazem dela uma atracção imperdível.

 

3. Palazzo Pubblico

Palazzo Pubblico
Palazzo Pubblico

Localizado na Piazza del Campo, o Palazzo Pubblico trata-se de uma estrutura medieval criada no século XIII. É um dos edifícios sienenses mais renomados. Destaca-se pela esplendorosa arquitectura e pela colossal Torre del Mangia. Há visitas guiadas ao interior do palácio. Também é possível subir ao topo da Torre del Mangia.

 

4. Basílica de São Francisco

Basílica de São Francisco
Basílica de São Francisco

A Basilica di San Francesco é uma das igrejas mais importantes e imponentes da cidade. Começou a ser construída no século XIII, quando os franciscanos chegaram em Siena, após a morte de São Francisco de Assis (em 1226). Era uma igreja pequena no começo, construída em estilo romano. Nos séculos seguintes, especificamente entre os anos 1326 e 1475, ela foi ampliada em estilo gótico. Houve um terrível incêndio na igreja em 1655, mas poucos reparos foram feitos. Somente um século depois, um projecto começou a dar nova vida à basílica. Finalmente, entre 1885 e 1913, ela foi totalmente restaurada. Hoje a igreja é enorme e muito bonita por dentro, com pedras listradas e cheia de afrescos que representam o melhor da arte de Siena. De facto, é um passeio interessante. A entrada é gratuita.

 

5. Palazzo Chigi-Saracini

Palazzo Chigi-Saracini
Palazzo Chigi-Saracini

O palácio, construído no século XIV, é hoje a sede da prestigiada Accademia Musicale Chigiana, fundada em 1932. Antes de o Palazzo Pubblico ser construído, era aqui que o Conselho da República de Siena se reunia. As mudanças no palácio começaram a acontecer no século XVI, quando ele foi comprado por famílias tradicionais, que acabaram remodelando o espaço em estilo renascentista. Ainda hoje é possível ver uma colecção de objectos preservados pela academia, inclusive obras de artistas famosos, como Sodoma, Beccafumi e Botticelli. Há ainda um acervo de porcelanas dos séculos XVI, XVII e XVIII, além de uma vasta biblioteca de literatura e música, com mais de 70 mil produções, e uma colecção de instrumentos musicais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here