Início Viagens 15 lindas aldeias para visitar em Portugal que você (quase de certeza)...

15 lindas aldeias para visitar em Portugal que você (quase de certeza) não conhece

Se procura as mais lindas aldeias para visitar em Portugal deixe-se encantar por esta lista constituída por aldeias pouco conhecidas da maioria das pessoas.

5414
1
COMPARTILHE
aldeias
Rio de Onor

 

São pequenos paraísos que nos fazem voltar ao passado, recuar no tempo e sentir como era a vida dos nossos antepassados. As aldeias de Portugal, além de serem encantadoras, guardam as memórias de gerações inteiras que lá viveram e dos filhos que delas tiveram que partir em busca de uma vida melhor. Podem ser de granito, como em Trás-os-Montes, podem ser de xisto, como no centro de Portugal, podem ser caiadas de branco como no Alentejo e podem até ser de rocha vulcânica como nos Açores. Podem ser muito diferentes, mas há algo de comum entre elas: possuem uma alma própria e fazem-nos sentir em casa. Se está com vontade de regressar às origens, conheça 15 belíssimas aldeias para visitar em Portugal.

 

1. Idanha-a-Velha

A sucessão de ocupações de diferentes povos legaram a Idanha-a-Velha um valioso património histórico. Quem visita a modesta aldeia actual e observa o seu ritmo pacífico terá dificuldade em imaginar que se encontra na antiquíssima e florescente Civitas Igaeditanorum romana que se situava na grande estrada peninsular que ligava Emerita (Mérida), a Braccara (Braga); na Egitânia, sede de bispado da época visigótica (s. VI-VII), que cunhou moeda de ouro para quase todos os reis visigodos, de Recaredo a Rodrigo; na Idânia muçulmana (s. VIII-XII) quando atingiu uma grande dimensão e era uma cidade rica, quase tão rica quanto Lisboa.

país mais romântico da europa
Idanha a Velha

Depois foi o tempo das lutas entre cristãos e muçulmanos no primeiro século da nacionalidade portuguesa, quando D. Afonso Henriques a doou à Ordem dos Templários para seu repovoamento. D. Sancho I, seu filho, deu-lhe o primeiro foral em 1229, reconhecendo-lhe ainda a importância estratégica.

 

2. Candal

Na bacia hidrográfica da Ribeira de S. João encaixa, entre outros, este anfiteatro onde se alojou o Candal e a sua ribeira. Está aninhada na Serra da Lousã, numa colina voltada a Sul. Estrategicamente colocada junto à Estrada Nacional, que liga Lousã a Castanheira de Pera, esta aldeia está habituada a receber visitantes. Estes são recompensados por subir as suas ruas inclinadas pois, chegados ao miradouro, uma belíssima vista sobre o vale se apresenta, refrescada pela Ribeira do Candal.

locais para visitar na serra da Lousã
Candal

Beneficiado pela acessibilidade privilegiada que lhe proporciona a Estrada Nacional, Candal é muitas vezes considerada a mais desenvolvida das aldeias serranas e uma das mais visitadas. Aos seus habitantes de sempre é comum juntarem-se ocupantes de férias e fins-de-semana que aqui acorrem em busca de ar puro e boa companhia.

 

3. Talasnal

Esta é, desde há muito, a Aldeia do Xisto da Serra da Lousã que tem dado mais visibilidade e carisma ao conjunto. Pela sua dimensão e disposição, mas também pelos muitos pormenores das recuperações das suas casas. E também pela forma como a aldeia nos seduz pela boca. A fonte e o tanque emitem a melodia que acompanha a nossa visita. As casas decoram-se com os ramos das videiras.

Talasnal
Talasnal

A ruela principal acompanha o declive da encosta, num percurso íngreme. Dela derivam quelhas e becos, que criam um ambiente de descoberta que todos gostam de explorar à espera da surpresa de um novo recanto. Descobrir esta aldeia representa mergulhar no mundo mágico da Serra da Lousã e embrenhar-se numa vegetação luxuriante por onde espreitam veados, corços, javalis e muitas outras espécies. Aqui reina a Natureza, sensível, que pede respeito.

 

4. Gondramaz

A Aldeia do Xisto de Gondramaz distingue-se pela tonalidade específica do xisto que nos envolve da cabeça aos pés. Até o chão que se pisa é exemplo da melhor arte de trabalhar artesanalmente a pedra. Situada na vertente ocidental da Serra da Lousã, a paisagem que envolve Gondramaz é uma obra de arte da Natureza. Há nas ruas desta Aldeia uma fina acústica que nos desperta todos os sentidos.

Gondramaz
Gondramaz

Dentro das suas ruas a voz das pessoas torna-se mais nítida e convidativa. São pessoas que partilham a comunhão e a versatilidade de uma nova opção de vida cheia de “garra” e de sonho. Esta aldeia foi alvo de uma requalificação que lhe devolveu todo o encanto e a tornou numa das mais belas aldeias do xisto.

 

5. Pena (Góis)

A aldeia da Pena, na freguesia e concelho de Góis, enquadra-se num cenário natural de rara beleza. Estende-se por um viso que vai morrer à ribeira da Pena, a cerca de 600 metros de altitude. As suas águas são cristalinas, embora bastante frias dada a sua proximidade da nascente e do facto de correr sobre terrenos rochosos.

Pena
Pena

Esta ribeira dá muita vida à aldeia, pois é a partir dela que os campos são regados. O seu caudal nunca seca, sendo por isso aproveitado, nos meses mais quentes do ano, pelos habitantes locais e por alguns visitantes, para banhos. Nesse aspecto a ribeira reserva locais espectaculares com cascatas, lagos e muita vegetação.

1 COMENTÁRIO

  1. Portugal todo, terra de meus antepassados, traduz uma singela beleza e um encanto bucólico que nos remete a um tempo que todos nós gostaríamos de desfrutar enquanto vivos formos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here