Início Viagens 15 fantásticos locais para visitar no Sul de Espanha

15 fantásticos locais para visitar no Sul de Espanha

O sul de Espanha está repleto de vestígios da presença dos muçulmanos e tem muito para descobrir, desde as suas praias até às suas pequenas aldeias.

6286
1

11. Valência

Valência, também conhecida como la ciudat de les flors (a cidade das flores), conta com muitos parques e zonas ajardinadas, por exemplo o Jardí Botànic, o Parc de l’Oest, os Jardins del Reial (mais conhecidos como Jardins de Vivers) e o Jardí de Túria (conhecido como el Rio) de mais de 6,5 km de espaços verdes. No entanto, só dispõe de 5,3 m² de área verde por habitante, uma das médias mais baixas das grandes cidades espanholas. Cerca 90% das vias da cidade dispõem de áreas ajardinadas. O Jardim de Túria, situado no leito do rio Túria foi construído quando se desviou o rio do seu curso natural, e se reutilizou o seu espaço como área lúdica de mais de 6,5 km de comprimento, e é o maior parque da cidade.

Valência
Valência

Em Valência realizam-se numerosas festas, algumas conhecidas fora do país. As festas principais de Valência são as Fallas, em valenciano les falles, uma celebração com uma semana de duração, durante a qual se queimam figuras chamadas “fallas”. Caracteriza-se pela colocação nas ruas de figuras ou esculturas, denominadas “fallas, tradicionalmente de madeira e cartão, embora hoje em dia se façam em geral de poliestireno e madeira. Estas figuras são colocadas antes do dia 15 de março pela manhã (a chamada “nit de la Plantà”) queimando-se quatro dias depois, na noite do dia de Sant Josep à meia-noite (“nit de la Cremà”).

 

12. Frigiliana

Localizada a apenas 60 km a leste de Málaga e próxima à Costa del Sol, a pequena Frigiliana é uma das aldeias mais pitorescas da região. A vila branca é resumida num verdadeiro labirinto de ruas íngremes de paralelepípedos, céu azul, vasos de plantas coloridas e um lindo contraste entre os telhados vermelhos e as portas pintadas de azul. É esse visual que tornou o lugar um dos destinos mais únicos entre as mais belas aldeias da Andaluzia, região no sul da Espanha. Frigiliana pode ser dividida em duas secções: a mais nova, que também é a mais baixa, e o antigo bairro Morisco-Mudéjar, a secção superior. As ruas são uma verdadeira alegria para turistas e moradores. A sensação é a de ser levado de volta no tempo. Tudo na pequena aldeia é digno de nota.

Frigiliana
Frigiliana

Entre os pontos turísticos, os visitantes podem visitar a Palácio de los Condes de Frigiliana, também conhecida como El Ingenio. A casa foi construída no final do século XVI para a família Manrique de Lara, que aproveitou o espaço da casa para fazer uma plantação de cana-de-açúcar e também um moinho. Até hoje o local abriga uma fábrica de melaço. Quem se interessar pela histórica local deve visitar a Casa del Apero, que hoje abriga o Instituto de Turismo, a Biblioteca Municipal, o Museu Histórico (primeiro museu arqueológico da região de Axarquía) e todos os arquivos históricos de Frigiliana.

 

13. Ronda

Ronda com aproximadamente 35.000 habitantes fica a cerca de 100 km de Málaga. Por aqui passa também o Tejo. Por estar numa meseta a bastante altitude, com casas a desafiar a verticalidade; desfruta de paisagens incríveis sobre o rio e a paisagem circundante. Mas não são só as paisagens que nos trazem aqui, Ronda conta com muitos outros atractivos.

Ronda
Ronda

São por exemplo dignos de nota a gastronomia baseada nos produtos locais e os vinhos que se inserem na rota dos vinhos de Espanha. Por outro lado a antiguidade de Ronda está bem espelhada nas jazidas arqueológicas como as da cidade romana de Acinipo, os banhos Árabes, o Palácio de Mondragón ou o do Rei Mouro e as suas ruas cheias de história.

 

14. Setenil de Las Bodegas

A pequena cidade de Setenil de las Bodegas chama a atenção de muitos turistas graças a seu cenário único. Setenil possui apenas cerca de três mil habitantes e fica na Andaluzia, região do sul da Espanha, a 120 km de Sevilha. Em uma região de relevo montanhoso, muitas casas dessa cidade foram construídas não sobre os penhascos, mas sim debaixo de pedras enormes. Ali, ao aproveitar os espaços abertos na rocha devido à erosão natural, fileiras de casinhas brancas, típicas da Andaluzia, misturam-se com paredões e tectos dos rochedos. Em alguns trechos, as pedras chegam a cobrir quase totalmente as ruas. Apesar de parecer estranho estabelecer as construções sob a sombra de rochas gigantes, há algumas razões para isso.

Setenil de las Bodegas
Setenil de las Bodegas

Primeiro, as construções conseguem aproveitar os paredões rochosos como parte de sua própria estrutura. Outro motivo é que a pedra natural ajuda a bloquear o frio e o calor extremos, deixando as temperaturas mais agradáveis. Com esse cenário singular, a pequena cidade conseguiu atrair curiosos do mundo todo e o turismo se tornou uma de suas principais fontes de renda. Hoje, muitas das casas sob as rochas tornaram-se hotéis, bares e restaurantes. Vale adicionar um passeio de algumas horas a Setenil de las Bodegas em um roteiro pela Andaluzia.

 

15. Olvera

Uma das cidades mais características da Serrania de Cádiz. Empoleirada numa colina, a brancura de suas casas brilha com esplendor, uma vez que reflecte o sol da Andaluzia. Entre as serras de Líjar e Las Harinas, Olvera é uma excelente porta de entrada para a Serrania de Cádiz, no norte. Colinas arborizadas e olivais cercam a cidade. De uma distância muito grande, dois prédios destacam-se pela sua altura e volume.

Olvera
Olvera

É sobre o antigo castelo de origem árabe – época da qual Olvera também preservou várias secções das suas paredes e contrafortes – e se reformou na era cristã, e a sua esplêndida igreja neoclássica da Encarnação. Ambas as figuras constituem a estampa clássica de Olvera. Outros lugares de interesse indubitável são o convento de Caños Santos, o santuário dos Remédios ou a Casa dos Cilla, actual sede do Museu “A Fronteira e os Castelos” de Olvera.

1 COMENTÁRIO

  1. Iznajar não é a estação mais alta da Europa, há 2 mais altas, uma em França : Val Thorens e Zermatt na Suíça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here