Início Viagens 15 fantásticos locais a visitar em Espanha perto de Portugal

15 fantásticos locais a visitar em Espanha perto de Portugal

Bem perto da fronteira portuguesa existem localidades espanholas dignas de uma visita. Descubra locais a visitar em Espanha perto de Portugal.

11964
0

6. Cáceres

O nome dado ao centro histórico de Cáceres, segunda maior cidade da comunidade autônoma de Extremadura, não poderia ser mais adequado: Ciudad Monumental. Atravessar o Arco de la Estrella (que o separa da cidade nova, sem graça) significa conhecer um dos mais bem preservados conjuntos medievais da Europa, listado como património da humanidade pela Unesco em 1986.

Cáceres
Cáceres

A zona delimita-se entre as muralhas erguidas no século 12 pelos árabes para substituir ruínas de muralhas levantadas sob encomenda dos romanos, que fundaram a vila original no século 1. Visigodos e muçulmanos também dominaram a região e deixaram seus rastros. A cidadela é toda feita de pedra, com construções cujas vão do século 15 ao 18 e incluem mais de dez grandes torres. A melhor forma de desfrutar Cáceres é passear despretensiosamente pelas ruas, que ficam ainda mais especiais no final da tarde, quando o sol doura as construções.

 

7. Plasencia

Plasencia é uma localidade situada a norte da província de Cáceres. Goza de uma localização estratégica, «porta» de acesso aos distritos de Ambroz, Jerte e La Vera, centro comercial de uma ampla zona do norte de Cáceres. O município, atravessado pelo rio Jerte, foi reconquistado por Afonso VIII no final do séc. XII. O tecido urbano do recinto intramuros está organizado a partir do eixo da Plaza Mayor, de planta rectangular e com arcadas. Desse ponto divergem radialmente as principais vias até às portas da muralha. As ruas secundárias interceptam as principais fazendo a ligação entre si, e o casaria é rodeado por um circuito, paralelo à muralha, pela zona intramuros, formando um traçado radiocêntrico, característico das cidades medievais. No conjunto, dominam as ruas sinuosas, com becos sem saída e cantos estreitos.

Plasencia
Plasencia

O desenvolvimento na construção desde o séc. XVI confere mais regularidade ao traçado e à construção de palácios, igrejas e conventos, assim como às reformas de edifícios mais antigos, dando simetria e ordem ao conjunto. Praças e pracinhas desenvolvem-se à volta dos edifícios religiosos mais significativos, e é possível apreciar como o Renascimento irá impor maiores espaços livres e visibilidade. Edifícios apalaçados e religiosos, pracinhas, muralha, entre outros elementos arquitectónicos e urbanísticos compõem um conjunto de interesse histórico-artístico. Entre os monumentos mais representativos deste município destacamos a catedral que, como curiosidade, é a fusão entre duas catedrais. A Velha, iniciada no séc. XIII e a Nova do séc. XV. Na sua construção intervieram artistas de renome como Juan de Álava, Rodrigo Gil e Gregorio Fernández, mestre encarregado do seu maravilhoso retábulo.

 

8. Ciudad Rodrigo

Entre o vigor cultural de Salamanca e o maravilhoso encanto das Aldeias Históricas portuguesas, encontra-se Ciudad Rodrigo. Do cimo de uma escarpa elevada, como um ninho de águia sobre a veiga do rio Águeda, o hotel, Castillo de Enrique II de Trastámara, contempla a vila com a sua elegante Torre del Homenaje (Torre de Menagem), oferecendo uma maravilhosa vista das paisagens do Campo Charro. As arcadas de pedra do seu restaurante irão causar-lhe admiração, tal como a comida típica charra (típica dos aldeões da província de Salamanca), à base de ricos enchidos, saborosos assados e do melhor jamón ibérico (presunto ibérico). É excelente!E se imaginar o dia do seu casamento com um ambiente medieval ou se simplesmente gostasse de ter uma celebração diferente, está no lugar apropriado porque celebramos casamentos temáticos únicos.

Ciudad Rodrigo
Ciudad Rodrigo

Cidade Rodrigo, declarada Conjunto Histórico Artístico, oferece una maravilhosa arquitectura de origem romana e medieval.Cidade amuralhada na sua totalidade, convida a percorrer o seu perímetro de cerca de 2 quilómetros desfrutando de um agradável passeio.Venha perder-se nas suas ruas repletas de palácios e casas senhoriais, descubra a sua Plaza Mayor com o Ayuntamiento (Câmara Municipal) do século XVI e a sua imponente Catedral. Esta monumental cidade é um belo lugar a pouco mais de 80 quilómetros de Salamanca (45 minutos pela autoestrada) e a 25 da fronteira de Portugal. Coração da comarca, a partir daqui poderá visitar lugares tão especiais como La Alberca e outras localidades da Serra de Francia, de ruas labirínticas, casas de pedra com varandas de madeira e belas praças e fontes onde o tempo parece ter parado. Ou como Almeida, em Portugal, um conjunto amuralhado, antiga fortificação defensiva na raia entre os dois países.

 

9. Mérida

Passear por uma rua de lojas de moda e bares de tapas, virar num cruzamento e descobrir um templo romano… Desfrutar de um espectáculo de teatro ao ar livre durante uma noite de verão e fazê-lo num monumental teatro romano com mais de 2.000 anos de História. Entrar na cidade por uma ponte romana e contemplar, em frente, uma alcáçova árabe. Assim é Mérida, a Cidade Património da Humanidade situada na Extremadura que queremos ajudar-lhe a conhecer num dia. Em Mérida, existem duas visitas que são completamente imprescindíveis: o Teatro e o Anfiteatro romanos e o Museu Nacional de Arte Romana.

Mérida
Mérida

Recomendamos-lhe que organize o dia em função do seu interesse em conhecer algum monumento durante o dia ou com iluminação nocturna. Para cada uma das visitas terá de reservar pelo menos uma hora, ainda que se pretender deixar-se levar pela magia do primeiro monumento e visitar rapidamente o segundo, recomendamos-lhe que reserve cerca de três horas. Uma boa ideia pode ser fazer uma destas visitas de manhã e outra de tarde. Deste modo, poderíamos aproveitar a manhã para visitar outros pontos de interesse menos próximos e ver o entardecer com um agradável passeio pelas proximidades da zona comercial.

 

10. Huelva

A cidade de Huelva fica na região da Andaluzia, na desembocadura dos rios Tinto e Odiel. Para aproveitar a sério a viagem, o melhor é alugar um carro e partir à descoberta da região — este não é um daqueles sítios em que pode ficar só pelo centro histórico. Na cidade vale a pena ver o Cais de Rio Tinto, um cais que era utilizado para carregar e descarregar os barcos (o pôr-do-sol visto a partir daqui é magnífico) e o Monumento a la Fe Descobridora, dedicado a Cristóvão Colombo.

Huelva
Huelva

Quando se fizer à estrada, sugerimos dois locais imperdíveis: o Parque Nacional de Donaña, onde a paisagem é absolutamente incrível e os passeios a pé parecem não ter fim, e a Praia da Ilha Canela, uma ilha paradisíaca praticamente intocada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here