Início História 14 fantásticas curiosidades sobre o 25 de Abril de 1974

14 fantásticas curiosidades sobre o 25 de Abril de 1974

Uma revolução não se faz apenas de tensão e negociações. Faz-se também com episódios insólitos. Descubra 14 curiosidades sobre o 25 de Abril de 1974.

41977
0

7. Porque é o cravo o símbolo do 25 de Abril?

As teorias são várias, e não se sabe se todas elas serão verdadeiras ou apenas histórias que têm sido contadas ao longo dos anos. Uma história parece ser constante: os cravos eram abundantes por serem da época e das flores mais baratas da altura.

A história mais conhecida é a de Celeste Caeiro, a empregada de um restaurante próximo do Marquês de Pombal, em Lisboa, levava para casa um molho de cravos vermelhos. Os militares pediam aos populares comida ou cigarros, e Celeste ofereceu cravos por não ter mais nada. Os soldados acabaram por coloca-los no cano da espingarda. Outra das teorias afirma que terão sido as floristas no Rossio a iniciar a moda: sendo uma flor abundante, começaram a distribuir como forma de celebração.

 

8. Esteve próximo de existir um bombardeamento?

A revolução de 1974 é conhecida por ter sido neutra, e uma acção militar pacífica. No entanto, poucos sabem que tal esteve perto de não ser assim. Numa altura em que o Terreiro do Paço, em Lisboa, ficava repleto de civis e militares, a fragata Almirante Gago Coutinho era ordenada pelo Estado Maior da Armada para ficar junto do local. Ainda durante a manhã do dia 25, é ordenado ao Comandante que abrisse fogo sobre o local, uma ordem que não foi cumprida, pois havia muita gente no Terreiro do Paço, bem como vários barcos de transportes nas imediações.

Após esta ordem, uma outra chegou para serem lançados tiros de salva para o ar. Como a fragata dispunha apenas de munições de exército, nem o Comandante, nem o Imediato quiseram cumprir a ordem, sobre a pena de criar o caos na zona. Muitos dos presentes chegaram a ser acusados de insubordinação por se terem recusado a cumprir uma ordem de superiores, mas o processo acabou por ser arquivado. Os verdadeiros factos relacionados com o incidente foram também conhecidos só vários anos depois.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here