Início Viagens 12 fantásticos locais para visitar perto de Braga

12 fantásticos locais para visitar perto de Braga

Nos arredores de Braga há muito para descobrir: pequenas aldeias, natureza e parques verdes, cidades repletas de história e monumentos seculares.

26397
0

5. Ponte da Barca

Ponte da Barca é uma bonita Vila do Norte de Portugal, sede de município, situada numa região abençoada pela natureza, pautada pelo verde da rica vegetação e pela calma do Rio Lima. A sua história precederá ainda a tempos pré-romanos, e da época de ocupação romana chegaram aos nossos tempos vários vestígios, com especial destaque para a Pedra dos Namorados, uma figura de um homem e de uma mulher em baixo relevo, exposta no Museu da freguesia da Ermida. Outrora apelidada de “Nóbrega”, topónimo de provável origem celta, com o crescimento da localidade, e séculos mais tarde, foi apelidada de “Barca”, devido ao atravessamento do Rio Lima ser efectuado por meio de uma Barca, e, posteriormente, aquando a construção de finais do século XIV do símbolo da cidade, a sua bonita Ponte, passou a ser conhecida por “Ponte da Barca”.

Ponte da Barca
Ponte da Barca – Rui Videira

O centro histórico de Ponte da Barca é lindíssimo, e toda a vila está embelecida com diversos monumentos como as belas Igrejas Matriz do século XVIII e a da Misericórdia do século XVI, as Capelas de Nossa Senhora da Lapa do século XVII, a de Santo António dos séculos XVII e XVIII, e a de São Bartolomeu. Frente ao central Pelourinho, encontra-se o Antigo Mercado do século XVIII, uma das obras emblemáticas da Vila.

 

6. Adaúfe

Localizada em Ribeira, a cerca de 15 minutos de Braga, encontra-se a Praia Fluvial de Adaúfe, uma pequena praia fluvial com uma ampla zona de relvado em redor, onde se podem apanhar belos banhos de sol, fazer piqueniques e churrascadas e praticar alguns desportos. À parte da possível diversão, a Praia Fluvial de Adaúfe é a única do Concelho de Braga que recebeu a certificação da Administração da Região Hidrográfica do Norte. A Junta de Freguesia procedeu, de facto, a alguns melhoramentos nomeadamente nos trilhos pedonais, onde decidiu colocar areia, para uma melhor circulação dos utentes, bem como mandou colocar um novo cartaz onde estão citadas todas as proibições na Praia Fluvial de Adaúfe, incluindo novas placas informativas e com rectificações da prancha de saltos.

Praia Fluvial de Adaúfe
Praia Fluvial de Adaúfe

Para que a diversão na Praia Fluvial de Adaúfe não fique comprometida, a Junta de freguesia colocou algumas proibições, como a entrada de animais, fogueiras, acampamentos, motociclos, lixo no chão, pescar na praia fluvial e barcos a motor. A Praia Fluvial de Adaúfe é uma pequena mas lindíssima praia situada junto ao Rio Cávado. A diversão na Praia Fluvial de Adaúfe é vigiada durante a época balnear e goza de uma zona com um amplo relvado para piqueniques.

 

7. Estorãos

Estorãos é uma pequena aldeia minhota situada a cerca de seis quilómetros de Ponte de Lima onde corre a ribeira que lhe dá o nome. As águas vindas do alto da serra de Arga serpenteiam no meio de pinheiros, vinhas e campos estrumados criando pequenos lagos e represas onde trutas e lampreias se escondem de turistas e pescadores.

Ponte de Lima
Estorãos

A paisagem é magnífica. O recorte azulado e sombrio da serra contrasta com o verde dos campos e as cores outonais das vinhas e searas criando verdadeiros jardins que pedem muitos passeios e descobertas rústicas.

 

8. Soajo

A vila de Soajo, característica nas suas formas particulares de vivência e organização social e económica, é provavelmente um dos destinos concelhios mais divulgados e conhecidos, integrando uma área geográfica que foi concelho até à reforma liberal do século XIX. A aldeia do Soajo é também famosa pelo vasto conjunto de espigueiros erigidos sobre uma enorme laje granítica, usada pelo povo como eira comunitária.

Espigueiros
Espigueiros do Soajo

O mais antigo data de 1782. Estes monumentos de granito foram construídos na altura em que se incrementou o cultivo do milho e serviam para proteger o cereal das intempéries e dos animais roedores. As suas paredes são fendidas para que o ar circule através das espigas empilhadas. No topo são geralmente rematados por uma cruz, que significa a invocação divina para a protecção dos cereais. Parte destes espigueiros são ainda hoje utilizados pelas gentes da terra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here