Início Viagens 16 fantásticos locais para visitar na Serra da Arrábida

16 fantásticos locais para visitar na Serra da Arrábida

É um dos santuários naturais mais bonitos de Portugal e está repleto de sítios para descobrir. 16 fantásticos locais para visitar na Serra da Arrábida.

5

9. Cabo Espichel

O Cabo Espichel é um promontório localizado em Portugal, a oeste da vila de Sesimbra. É delimitado a sul e oeste pelo oceano Atlântico e a norte pela estrada nacional 379 e Ribeira dos Caixeiros. Marca a extremidade sudoeste da península de Setúbal. No cabo vislumbra-se, vertiginosa e abissal, a Baía dos Lagosteiros.

locais para visitar na Serra da Arrábida
Cabo Espichel

No cabo Espichel situa-se o conjunto do Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua – Igreja de Nossa Senhora do Cabo, Ermida da Memória, Casa dos Círios, Terreiro no Cabo Espichel, Cruzeiro, Casa da Água e Aqueduto no Cabo Espichel.

 

10. Forte de Santa Maria da Arrábida

O Forte de Santa Maria da Arrábida está situado sobre um rochedo existente no sopé da encosta sul da serra, a sudoeste do Portinho da Arrábida e a cerca de 5 quilómetros a oeste da foz do Sado.

Portinho da Arrábida
Portinho da Arrábida

Faz parte do conjunto de fortalezas seiscentistas que desde Setúbal se estendiam até ao Forte da Baralha, perto do cabo Espichel, dentro do plano de guerra defensiva contra a Espanha, instituído por D. João IV em 1640.

 

11. Praia de Galapinhos

A praia de Galapinhos é o local ideal para aqueles que procuram uma paisagem arrebatadora. É delimitada por uma encosta verde e dispõe de águas calmas e límpidas: esta zona mistura, de forma quase selvagem, a vegetação com o mar.

locais para visitar na Serra da Arrábida
Praia de Galapinhos

Conta com um parque de estacionamento e bons acessos, assim como ofertas de restauração muito próximas. É perfeita para amantes da pesca desportiva ou para famílias com crianças, já que o mar, aqui, tem normalmente um comportamento muito pacato.

 

12. Quinta da Bacalhoa

A Quinta da Bacalhoa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa. A quinta com o famoso Palácio da Bacalhoa – também conhecido como Palácio dos Albuquerques – situa-se na freguesia de Azeitão, Concelho de Setúbal, mais precisamente na pequena aldeia de Vila Fresca de Azeitão. É considerada a mais formosa quinta da primeira metade do século XVI, ainda existente em Portugal. No século XV pertenceu, como quinta de recreio, a João, Infante de Portugal, filho do rei D. João I. Herdou-a sua filha D. Brites, casada com o segundo Duque de Viseu e mãe do Rei D. Manuel I. Ainda existentes os edifícios, os muros com torreões de cúpulas aos gomos e também o grande tanque foram beneficiações mandadas construir por D. Brites.

Azeitão
Bacalhôa (Azeitão)

Esta quinta viria a ser vendida em 1528 a Brás de Albuquerque, filho primogénito de Afonso de Albuquerque. O novo proprietário, além de ter enriquecido as construções com belos azulejos, mandou construir uma harmoniosa «casa de prazer», junto ao tanque, e dois robustos pavilhões, juntos aos muros laterais. Nos finais do século XVI, esta quinta fazia parte de morgadio pertencente a D. Jerónimo Teles Barreto — descendente de Afonso de Albuquerque. Este morgadio — em que estava incluída a Quinta da Bacalhoa — viria a ser herdado por sua irmã, D. Maria Mendonça de Albuquerque, casada com D. Jerónimo Manuel — da Casa da Atalaia — conhecido pela alcunha de «Bacalhau». É muito provável que o nome de «Bacalhoa», pelo qual veio a ficar conhecida a antiga Quinta de Vila Fresca, em Azeitão, tenha tido origem no facto de a mulher de D. Jerónimo Manuel também ser designada da mesma forma sarcástica. Esta quinta ficou consagrada entre os tesouros artísticos de Portugal.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here