Início Viagens 15 pequenos paraísos para visitar perto de Lisboa

15 pequenos paraísos para visitar perto de Lisboa

Se vai visitar a capital, não fique apenas pela cidade. Descubra também estes 15 pequenos paraísos para visitar perto de Lisboa.

759925
7

13. Quinta da Regaleira

Carvalho Monteiro, pelo traço do arquitecto italiano Luigi Manini, transforma a quinta de 4 hectares num palácio rodeado de luxuriantes jardins, lagos, grutas e construções enigmáticas, lugares estes que ocultam significados alquímicos, como os evocados pela Maçonaria, Templários e Rosa-cruz. Modela o espaço em traçados mistos, que evocam a arquitectura românica, gótica, renascentista e manuelina.

Quinta da Regaleira
Quinta da Regaleira

A Quinta da Regaleira é um lugar para se sentir. Não basta contar-lhe a memória, a paisagem, os mistérios. Torna-se necessário conhecê-la, contemplar a cenografia dos jardins e das edificações, admirar o Palácio, verdadeira mansão filosofal de inspiração alquímica, percorrer o parque exótico, sentir a sua espiritualidade.

 

14. Santuário da Nossa Senhora do Cabo

Há mais de 500 anos foi construída uma ermida para as gentes do mar guardarem uma imagem da Virgem, venerada há muito em cima do rochedo denominado Pedra de Mua, no Cabo Espichel, Sesimbra. À sua volta foram crescendo modestas casas para receber os peregrinos que aqui demandavam.

Santuário da Nossa Senhora do Cabo
Santuário da Nossa Senhora do Cabo

À Sra. do Cabo, designação dada a Sta. Maria da Pedra de Mua, afluem vários e numerosos grupos de círios (grandes grupos de peregrinos). Foi ao designado Círio Saloio (peregrinos das redondezas da capital) que coube o incremento da construção do santuário, conforme se pode ler numa lápide: “Casas de N. Sra. de Cabo feitas por conta do Sírio dos Saloios no ano de 1757 p. acomodação dos mordomos que vierem dar bodo”.

 

15. Mafra

Esta localidade nos arredores de Lisboa, na chamada Região “saloia”, que abastecia a capital de produtos hortícolas, é conhecida pelo imponente Palácio-convento, o maior edifício português, construído no séc. XVIII por ordem de D. João V. O Rei que ainda não tinha filhos, três anos após o seu casamento com D. Maria Ana de Áustria, prometeu aos frades franciscanos que lhes construiria um convento na localidade de Mafra, caso as suas preces para que um herdeiro nascesse, fossem atendidas. Por ocasião do nascimento de D. Maria Pia (sua filha), iniciou-se a construção do edifício, cujo projecto inicial era bastante modesto.

Convento de Mafra
Convento de Mafra, mandado construir por D. João V

No entanto, e após a contratação do arquitecto alemão Ludovice o projecto sofreu alterações profundas possíveis de concretizar dado o fausto que se vivia em Portugal nessa altura, devido às riquezas provenientes do Brasil. Assim foi construído este monumento grandioso, (que além do convento para 300 frades, inclui uma basílica e um palácio real com 666 divisões), num tempo record de 1717 a 1730 para ser inaugurado na data do 41º aniversário do Rei. Anexa ao Convento, a Tapada de Mafra, adquirida por D. João V em meados do séc. XVIII, para valorizar o enquadramento do edifício, foi usada como reserva de caça, estando actualmente aberta ao público.

7 COMENTÁRIOS

  1. Fiquei apaixonada e com vontade de conhecer todos eles. Provavelmente, irei a um deles na minha próxima (e rápida, infelizmente) passagem por Lisboa.
    Poderia ter no texto como se faz para chegar em cada um dos locais, se têm fácil acesso por transporte público etc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here