Início Gastronomia 10 curiosos benefícios da cerveja (se beber com moderação)

10 curiosos benefícios da cerveja (se beber com moderação)

Vista como um prazer por alguns e como um pecado por outros, o consumo de cerveja pode trazer benefícios para a saúde. Descubra alguns deles.

3
cerveja
Cerveja

Água, cevada e lúpulo. Estes são os ingredientes necessários para produzir cerveja, uma bebida fermentada, pouco calórica e com baixo teor alcoólico. Se bebida com moderação, a cerveja pode trazer alguns benefícios para a saúde.

Além de não possuir qualquer vestígio de gordura, a cerveja possui nutrientes que poucas pessoas pensariam encontrar numa bebida alcoólica: cálcio, potássio, magnésio, fósforo e vitamina B9 são alguns deles.

Nos últimos anos, a industria cervejeira evoluiu e começou também a produzir cerveja com sabores. Surgiram ainda diversos pequenos produtores a apostarem na produção de cerveja tradicional segundo receitas antigas.

As vantagens de beber cerveja aplicam-se também no caso de ela não possuir álcool. Caso possua álcool, não deve beber mais do que 2 por dia. Descubra alguns dos benefícios da cerveja, caso seja bebida com regularidade e moderação.

1. É nutritiva

O seu elevado teor de sais minerais, algumas vitaminas e ácido fólico fazem da cerveja uma bebida altamente nutritiva que pode beber sem se preocupar com a presença de açúcares ou gorduras. É ainda rica em antioxidantes.

2. Previne enfartes

Vários estudos indicam que o consumo de uma cerveja por dia pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares. Ao evitar a oxidação das células e ao aumentar a quantidade de colesterol HDL (colesterol bom), o consumo regular desta bebida pode favorecer a saúde global do coração.

3. Melhora a saúde dos ossos

A cerveja possui, na sua constituição, silício. Este sal mineral mantém os ossos densos e evitam fracturas. Além disso, por se tratar de uma bebida de origem vegetal, contém também estrogénios vegetais que ajudam a fixar o cálcio nos ossos, ajudando assim a evitar o aparecimento da osteoporose, especialmente durante a época da menopausa nas mulheres.

4. Menos infecções em mulheres

Beber grandes quantidades álcool causa problemas muito sérios de saúde. Mas o consumo moderado, especialmente em mulheres, pode ser benéfico.

Segundo alguns estudos, o consumo moderado de álcool poderá ajudar a reforçar o sistema imunitário, contribuindo para que ocorram menos infecções.

5. Ajuda a prevenir a doença de Alzheimer

Mais uma vez, o silício presente na cerveja pode desempenhar um papel importante na prevenção de doenças neurodegenerativas, entre as quais se inclui o Alzheimer. Outras fontes saudáveis de silício são o café, as bananas, o espinafre, o feijão verde e… a água!

6. Aumenta a esperança de vida

A cerveja possui mais de 2000 substâncias. Muitas delas possuem propriedades antioxidantes. Ser antioxidante significa que impede ou atrasa o envelhecimento natural das células do organismo.

Por isso, quando consome bebidas ou alimentos com estas propriedades, estará a manter o seu corpo mais jovem, aumentando assim a esperança de vida.

7. Previne e controla a diabetes

Esta é uma daquelas propriedades com as quais se deve ter muito cuidado. O consumo de álcool em excesso é prejudicial para a diabetes. Qualquer doente diabético tem essa noção.

Pelo seu baixo teor alcoólico e pelo seu alto teor de minerais, fibras solúveis e outros compostos, o consumo moderado de cerveja pode ajudar a controlar a diabetes.

Obviamente, trata-se de uma doença séria e portanto não deve utilizar este método como a única forma de a controlar. Consulte sempre o seu médico de família e siga as suas recomendações.

8. Fonte de ácido fólico durante a gravidez

Aviso: durante a gravidez não deve consumir qualquer quantidade de álcool. Mas pode optar por cerveja sem álcool se quiser usá-la como fonte de ácido fólico, um componente essencial para evitar problemas durante a gravidez.

9. Ajuda a recuperar após exercício físico intenso

O seu alto teor de sais minerais e a baixa percentagem de álcool, fazem da cerveja uma boa opção para recuperar de todo o desgaste após praticar exercício físico. Isto é especialmente importante em atletas de alta competição.

10. Não é verdade que provoque “barriguinha de cerveja”

É um dos maiores mitos associados ao consumo de bebida. Muitas pessoas acreditam que beber cerveja com regularidade faz aumentar a percentagem de gordura na zona da barriga, especialmente nos homens.

Na realidade, a cerveja possui um baixo teor calórico e o seu consumo não causa um aumento da barriga. Este aumento deve-se, na grande maioria dos casos, à falta de exercício físico, a factores genéticos e a uma alimentação pouco saudável.

3 COMENTÁRIOS

  1. Estimados, fico curioso em conhecer estudos que comprovem que a cerveja, mesmo bebida com moderação, previna e controle a diabetes. Digo isto, pois sou pré-diabético e, por um bom tempo, fazia o teste diariamente e sempre, absolutamente, sempre quando eu tomava cerveja (de qualquer tipo, desde as mais fracas às mais elaboradas) meu índice glicêmico subia. Meus médicos sempre me alertavam que a cerveja é um perigoso detrator do controle da glicemia, pois além de conter álcool, seus ingredientes são riquíssimos em mais carboidratos. Por outro lado, o mesmo não se passa quando bebo vinho tinto. Sugiro investigarem melhor esta informação.

  2. Muito bom artigo. Sou português e gosto mais de beber cerveja do que vinho. Cada caso é um caso e há gostos para tudo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here