Início Sociedade 10 coisas que os estrangeiros dizem que aprenderam sobre Portugal

10 coisas que os estrangeiros dizem que aprenderam sobre Portugal

São relatos de turistas ou de estrangeiros a viver no nosso país e que nos oferecem um retrato muito curioso e original sobre Portugal e os portugueses.

2411
0
Lisboa
Lisboa

 

Que somos um País maravilhoso, ninguém tem dúvidas. Que os turistas nos adoram, também não. Mas será que os estrangeiros que nos visitam têm só elogios para nos dar? Mais ou menos. Ao que parece, também somos bizarros, excêntricos e, ao que parece, cheios de hábitos peculiares que até nós desconhecíamos.

Andar de autocarro em Lisboa é como os “Jogos da Fome”. De certeza que concorda com esta. Mas será que também acha que temos poucas passadeiras ou que os portugueses parecem muito jovens por causa do vinho? Também há quem diga que os nossos cães estão sempre a ladrar e que não vale a pena tentar comprar fita-cola na papelaria. Descubra 10 coisas que os estrangeiros dizem que aprenderam sobre Portugal.

 

1. Andar de autocarro em Lisboa é como os “Jogos da Fome”

Lisboa
Lisboa

“Se as probabilidades não estiverem a seu favor, boa sorte a tentar apanhar um. Os autocarros e eléctricos geralmente nunca chegam a tempo; nunca sabes exactamente quando é que eles vão chegar. Tenho a certeza que sabe que os atrasos são normais, mas a sério, quando os autocarros e eléctricos chegam 30 minutos mais tarde, é sinal que temos aqui um problema sério. Eu preferia andar a esperar pelos autocarros porque nunca sabia se alguma vez eles chegariam a vir.” O comentário é de Rose, autora do blogue PostCards From Rose. A estudante norte-americana está actualmente a viver em Portugal.

 

2. Não há festa sem rissol

Rissóis
Rissóis

“Rissóis de camarão, rissóis de carne, azeitonas e pastéis de bacalhau — finger food é mesmo isto.” A opinião foi deixada na plataforma Matador Network e faz parte de uma lista de “17 sinais que aprendeste a comer em Portugal”.

 

3. Os portugueses parecem muito jovens por causa do vinho

“Os portugueses gostam muito do seu vinho. Enquanto estive em Portugal, reparei que toda a gente parecia muito jovem, mas na verdade não era. Se calhar é por causa do estilo de vida fácil em Portugal, ou se calhar é qualquer coisa no vinho. O mundo nunca saberá.” O texto é da autoria de Aminat Ologunebi na plataforma “Verge Campus”.

 

4. A língua portuguesa parece espanhol mas soa a russo

palavras de origem portuguesa
Fernando Pessoa

“Com os viajantes, aprendi um bocadinho de espanhol. Consigo compreender frases básicas e até responder se for necessário. Consigo perceber o significado dos destaques nos jornais e nos sinais. O português é muito parecido com o espanhol quando escrito. Tal como com o espanhol, consigo ler sinais na rua e títulos. Falar português parece muito mais russo. As consoantes espanholas correspondem às minhas expectativas, as consoantes portuguesas são imprevisíveis.” Ralph escreveu este texto numa lista com “5 coisas incríveis que aprendi sobre Portugal” no blogue One Month Travel.

 

5. Os portugueses não são como nós

“Considerem-me a típica turista americana ignorante, mas quando cheguei a Portugal imaginava um local subdesenvolvido onde ninguém falava inglês. Como estava enganada. Rapariga tonta. Praticamente toda a gente fala inglês e as ruas são das mais limpas que eu vi.” O comentário foi feito por Heather Ditmars num post sobre “5 coisas que aprendi em Portugal”, publicado no blogue She Goes Global.

 

6. Em Portugal caminha-se sobre obras de arte

calçadas mais bonitas de Lisboa
Lisboa

“Ir dar uma volta nunca mais vai ser a mesma coisa a partir do momento que visitar Portugal. Os chãos em mosaico [a autora refere-se à calçada portuguesa] são obras de arte. Há poucos lugares no mundo onde podes caminhar com tanta arte na rua.” O comentário foi publicado no site Avenue Property.

 

7. Não há passadeiras em Portugal

Passadeira
Passadeira

“Ao contrário de Espanha, onde as passadeiras são encaradas com a maior seriedade, o melhor é fazer um testamento antes de sair do seu país de origem, pois os portugueses não fazem a menor ideia do que são faixas para os peões.” O texto é de Gabriella Opaz, natural de Chicago, no site Catavino.

 

8. Não visite o Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge
Castelo de São Jorge

“Não vá ao Castelo de São Jorge em Lisboa. Roubaram-me a carteira directamente da mochila (também é válido para malas). Além disso, as horas para visitar o castelo são completamente aleatórias e diferem do que o site diz. Nós tentámos apanhar o pôr do sol às 18h20 e fomos impedidos de entrar, apesar de no site dizer que o castelo só fechava às 21 horas.” O texto é de Jennifer Lin, que escreveu um artigo sobre coisas que aprendeu a viajar em Portugal e França. Publicado em “Crazy Town Blog”.

 

9. Os cães estão sempre a ladrar

Cão Fila de São Miguel
Cão Fila de São Miguel

“Os cães são extremamente populares e fiquei com a sensação que quase todos estavam a ladrar.” A frase é do canadiano Mike Jaycock e faz parte de uma lista de “Portugal: 50 coisas que aprendi nas minhas viagens”.

 

10. Não sabemos exactamente como descrever esta

“‘Fo*** sempre ajuda a terminar uma frase em Portugal, mas não queira comprar durex na papelaria.” O comentário é da brasileira Nina Neves e foi publicado no site Hit The Road. Já agora, durex não é a marca de preservativos, mas sim fita-cola. É assim que os brasileiros se referem à fita adesiva.

Fonte: nit.pt

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here