Início Notícias Última hora: descobertas 5 mil toneladas de ouro debaixo do Mosteiro dos...

Última hora: descobertas 5 mil toneladas de ouro debaixo do Mosteiro dos Jerónimos

Notícia de última hora: uma incrível quantidade de ouro acaba de ser descoberta debaixo do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. Poderá ser este o final da crise?

27465
0
PARTILHE
país mais romântico da europa
Mosteiro dos Jerónimos -Joe Price

A agência LUSA acaba de anunciar a descoberta e o governo de António Costa já confirmou que nos próximos dias irão ser realizados vários estudos sobre o real valor do ouro ali encontrado.

Não se sabe ainda a sua origem, mas segundo o arqueólogo Nuno Vaz, responsável pela fantástica descoberta, os alicerces do Mosteiro dos Jerónimos poderão ter sido enchidos com ouro por se pensar, na altura, que seria a melhor forma de o Mosteiro resistir a um sismo.

Os técnicos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil vieram já afirmar que só será possível retirar o ouro do local demolindo o Mosteiro dos Jerónimos ou, em última análise, transladar o Mosteiro, pedra por pedra, para outro local.

Catarina Martins, do Bloco de Esquerda, afirmou já que o melhor local para transladar o Mosteiro dos Jerónimos seria o Monte da Caparica, em Almada. Segundo Catarina Martins, a presença do Mosteiro dos Jerónimos num local de grandes tensões sociais iria contribuir decisivamente para o apaziguamento da zona.

O presidente Marcelo Rebelo de Sousa, por seu turno, apressou-se a afirmar que é preciso tratar o ouro com muito afecto porque o ouro, tal como qualquer ser vivo ou não vivo, precisa de carinho.

Pedro Passos Coelho e Paulo Portas afirmaram que, embora tenham optado por guardar segredo, o ouro foi ali guardado pelo anterior governo de forma a constituir uma almofada financeira caso o país entrasse novamente em crise. Ao que parece, a ideia de escondê-lo debaixo do Mosteiro dos Jerónimos terá sido de Maria Luís Albuquerque. Assunção Cristas, actual líder do CDS, já veio a público afirmar que o ouro apareceu por intervenção divina para salvar Portugal da crise.

O ex-primeiro ministro José Sócrates também já reagiu. Segundo o próprio, o ouro pertence a um amigo dele, obtido de forma totalmente legítima num negócio de venda de computadores à Venezuela. A Polícia Judiciária suspeita, no entanto, que José Sócrates tenha pedido à sua empregada para esconder o ouro debaixo do Mosteiro dos Jerónimos quando soube que estava sob escuta das autoridades.

Já António Costa começou imediatamente aos pulos enquanto afirmava, comendo algumas sílabas, que o ouro será distribuído pelos funcionários públicos, enquanto que os custos da transladação do Mosteiro para o Monte da Caparica será suportado pelos trabalhadores do sector privado.

Jerónimo de Sousa, do PCP, afirmou que o ouro é dos trabalhadores e do povo, especialmente dos trabalhadores e do povo filiados na CGTP ou que trabalham na Carris e no Metro de Lisboa.

Se leu a notícia até aqui… feliz dia das mentiras!

Mais artigos

Mais recentes

REDES SOCIAIS

131,997FãsGostar
218SeguidoresSeguir
607SeguidoresSeguir

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here