Início Viagens Os 10 lugares abandonados mais fantásticos de Portugal

Os 10 lugares abandonados mais fantásticos de Portugal

Portugal é um Pais rico em lugares bonitos, jardins românticos, praias maravilhosas…mas também lugares abandonados e alguns deles assombrados!

312435
17
PARTILHE
lugares abandonados em portugal

Os 10 lugares abandonados mais fantásticos de Portugal

Por todo o país, infelizmente, abundam os lugares abandonados à sua sorte e ao destino. As causas são várias e vão do desleixo dos proprietários ao desleixo das autoridades e, por vezes, à falta de condições económicas para manter ou recuperar os edifícios. Descubra os 10 fantásticos lugares abandonados em portugal.

Palácio do Rei do lixo – Coina

Foto: Carlos Gomes
Foto: Carlos Gomes

Esta estranha torre encontra-se situada na freguesia de Coina e é um marco da região. Foi mandada construir por Manuel Martins Gomes Júnior , conhecido como Rei do lixo, de forma a mostrar a sua grandiosidade. Há quem diga que ele construiu o palácio para que conseguisse avistar a propriedade que possuía em Alcácer do Sal.

Sanatório do Caramulo – Tondela

Foto: Oscar Sanches
Foto: Oscar Sanches

Este é um dos 19 Sanatórios situados no Caramulo. O Caramulo, como estância Sanatorial, foi criado em 1921 (a única vila portuguesa criada de raiz) e foi a primeira vila a dispor de saneamento básico e electricidade. Esta “Vila sanatorial”, criada pelo médico Jerónimo de Lacerda, nasceu com a finalidade de tratar doentes com tuberculose.

17 Comentários

  1. Saludos desde caracas
    Penso que estas instalações devem entregues a impressas privadas para serem recuperadas e transformadas em sitios turísticos livre de impostos até ser recuperada essa inversão
    Logo mas a frente devem ter um trato especial
    Á muitos lusos fora de Portugal querendo envestir em Portugal e o governo não os tomam isso em conta e só pensão na corrupção
    Querem ajudar a Portugal fecilentem inversão dos emigrantes muito pelo mundo uns 10 milhões com os luso descendestes
    Muito obrigado
    Assim um país na vai pra frente

    • Oxalá, Manuel Gilberto, tais locais sejam adquiridos e recuperados por luso-descendentes, pois o que vemos nas localidades históricas são investimentos de não descendentes endinheirados que vêm a passeio, apaixonam-se e acabam criando raízes. Os descendentes, via de regra, não dispõem dos muitos milhões necessários para adquirir e restaurar um imóvel em local histórico. É o que se vi nos locais onde estive, como Paraty e Cartagena de Índias.

    • Proposta boa e inteligente, vinda de um Português que ama a sua Pátria.
      Seria o enriquecimento do nosso País, não só pelo recuperação do património degradado, mas também pelas divisas que entrariam dos turistas que neles (lugares maravilhosos), poderiam desfrutar de excelentes momentos de laser.
      Um grande abraço para o autor desta mensagem, e, oxalá ela chegue a muitos milhões de Portuguses espalhadas pelo Mundo.
      Ninguém, mais do que o emigrante, sabe dar valor ao BERÇO DE OURO que é o nosso PAÍS.
      J. Botelho (19.maio.2016)

  2. e uma vergonha temos lucais muito bonintos ao abadono mas os portugueses estao anestesiados cegos e cobardos nao disem nada a esses ladrois que o enterence d’eles e so a algibeira e que conta a révolucao vai chegar a portugal mas em bicicleta quando chegar espérons que os portugueses ja esteijao acordados para a luta bjs a todos os portugueses de dois mil km da onde?

  3. Ouvi dizer que o Zezito mais conhecido por R44 vai doar 20 milhões de euros parte do dinheiro que sacou durante o período em que foi ministro e 1º ministro de Portugal…

  4. Um país que tem o turismo como principal fonte de renda era para já ter restaurado todos estes prédios degradados transnformando-os em algo produtivo não só financeiro como social com emprêgos.
    Se Portugal fosse uma Monarquia parlamentar certamente não teria socialistas da laia dos que tem e não estaria passando as dificuldades que está. É pena mas ainda assim é um pequeno grande país lindo, maravilhoso que deve orgulhar todos os portugueses e luso descendentes que o conhecem como eu.

    • Tem toda a razão! Em 1900 Portugal era ainda dos mais desenvolvidos da Europa.
      O povo altamente instruído vestia-se em Paris e comia do melhor. A mortalidade infantil era zero, a esperança de vida a mais elevada do mundo. Havia cuidados médicos para todos. Palácios para todos, lindas cidade, ruas muito limpas, jardins e parques muito cuidados. No tempo da monarquia Portugal era o PARAÍSO na Terra!

  5. Entreguem-me um imóvel de cada vez eu começo por os recuperar e transformo-os de forma a que sejam auto sustentáveis, pois de forma a que nunca voltam a estar neste estado

  6. É uma pena deixar acabar tão valioso patrimônio. Aí em Portugal não existe um orgão que cuida de monumentos antigos? Acho que é a UNESCO, que é responsável por reconstruir essas obras antigas. Aqui no Brasil é a UNESCO quem vai recuperando aos poucos. Pelo que li, não é só no Brasil que os políticos estão roubando sem limites.

  7. É mesmo pena estas abandonos contudo estas casas nem sempre foram gloriosas por vezes foram construídas com dinheiro sacado no Brasil, depois por vezes viviam graça a uma certa escravidão de quem lá trabalhava sol a sol.
    Todos concordamos que o nosso cantinho é bonito mas sejamos modestos porque os outros também tem patrimônios lindíssimos, sejamos modestos porque a nossa história de valentes nem sempre foi tanto gloriosa como nos ensinaram, tenho a sorte de ter viajado para o Brasil, Índia, África, ultimamente Sri-Lanka e quando converso com as populações eles olham para Portugal mais como ladrões, assassínios que valentes,
    Amigos sejamos modestos, á 500 anos que andamos armados em valentes e continuamos a ser o país mais pobre et atrasado da Europa, fora o bloco soviético claro..

  8. É um belo site o vosso,
    Dá vontade de criticar algumas das opiniões vistas por aí.
    É claro que temos muito património. Também é claro que o património se defende quando é útil, quando as pessoas utilizam. Isto significa que há coisas que efetivamente não podem ser utilizadas a não ser através de um imenso investimento público. Falta saber se ele é sustentável.
    quando o Costa pretende fazer reabilitação urbana levanta-se um coro de protestos. Ora, sem ovos nunca se fizeram omeletes.
    também gostaria de fazer um reparo à forma como alguns comentadores escrevem.
    Erros qualquer pessoa comete. Mas o nível de iliteracia que estes comentários demonstram é assustador. Que tal usar um corrector ortográfico?

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here