Início Cultura As 100 palavras mais estranhas da língua portuguesa e o seu significado

As 100 palavras mais estranhas da língua portuguesa e o seu significado

Pode não precisar delas no seu dia a dia, mas vai gostar de saber o que significam. As 100 palavras mais estranhas da língua portuguesa e o seu significado.

53320
3
PARTILHE
Palavras mais estranhas da língua portuguesa
Palavras mais estranhas da língua portuguesa

As 100 palavras mais estranhas da língua portuguesa e o seu significado

Coisas comuns, palavras incomuns. É o vocabulário da Língua Portuguesa, com pelo menos 400 mil palavras, sem falar nas suas flexões. Apresentamos as 100 palavras mais estranhas da língua portuguesa e o seu significado que, na maioria das vezes, é muito simples. Você pode viver sem essas palavras, mas talvez tenha curiosidade de saber que:

HELIOPATIA é doença produzida pela luz do sol;

MUNÍCIO é pão ordinário;

TANADO é o que tem a cor da castanha;

CUVICO é o mesmo que cubículo (pequeno compartimento);

BÍBULO é o que bebe, que absorve líquidos;

ALVANÉU é o mesmo que pedreiro;

INFUNDIBULIFORME é o que tem a forma de funil;

ZINA é o mesmo que auge, apogeu, o maior grau de intensidade.

ANCILA é coisa que serve de subsídio ou auxílio a outra.

ZESTO é a camada mais externa do limão e outras frutas cítricas.

REMOCAR é o mesmo que censurar.

PERÍBOLO é a área livre entre um edifício e o muro que o circunda.

BAMBARÉ é confusão de vozes, algazarra, desordem ruidosa.

PÉRVIO é o que dá passagem, transitável.

OSFRESIA é a faculdade de sentir facilmente os cheiros.

PERVENCER é vencer inteiramente, destruir.

PARÁLIO é o mesmo que próximo do mar.

ISCNOFONIA é fraqueza de voz.

POLOGRAFIA é a descrição do céu.

RITMOPÉIA é a parte da arte musical, poética ou oratória que estuda as leis do ritmo.

3 Comentários

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here