Início Sociedade 6 profissões típicas portuguesas que já não existem

6 profissões típicas portuguesas que já não existem

Com a chegada do progresso e das máquinas ou simplesmente pela alteração dos hábitos muita coisa mudou: 6 profissões típicas portuguesas que já não existem.

5347
0
PARTILHE
profissões típicas portuguesas que já não existem
Aguadeiros

São sinais dos tempos, da tecnologia e da evolução. Mas deixam saudades e memórias que perduram e que nos fazem recordar tempos antigos. Descubra 6 profissões típicas portuguesas que já não existem.

Ardina

Ardina
Ardina

Ardina é um vendedor de jornais de rua que apregoando a notícia chama a atenção do potencial cliente. Figura muito retratada por artistas e muito popular pela sua exposição pública, a sua origem perde-se nos tempos e remete-nos à “notícia” que corria de boca em boca. O ardina difere do actual distribuidor de jornais gratuitos.

Tanoeiro

Tanoeiros
Tanoeiros

A profissão de tanoeiro, construtor de pipas, balseiros e tonéis entre outros, está em extinção. Elevada à designação de arte está hoje limitada à reparação desses diversos recipientes e à construção de pipas com fins decorativos.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here