Início Viagens 10 locais deslumbrantes em Lisboa que (quase) ninguém conhece

10 locais deslumbrantes em Lisboa que (quase) ninguém conhece

Esqueça o turismo de massas e parta à descoberta daquilo que os turistas não conhecem. Descubra 10 locais deslumbrantes em Lisboa que quase ninguém conhece.

159129
3
PARTILHE
Palácio Burnay- António Reis

10 locais deslumbrantes em Lisboa que (quase) ninguém conhece

Fuja dos tradicionais roteiros sobre o que visitar em Lisboa e venha connosco à descoberta dos locais mais secretos e menos frequentados por turistas mas que são autênticas preciosidades por descobrir na capital. Há em Lisboa cantos e recantos de encantar, tesouros por descobrir e segredos por conquistar. Deixe o guia turístico de lado e aventure-se pela magia da capital portuguesa. Descubra 10 locais deslumbrantes em Lisboa que quase ninguém conhece.

1. Museu Nacional do Azulejo

museu-nacional-do-azulejo-em-lisboa

O Museu Nacional do Azulejo, em Lisboa, é um dos mais importantes museus de Portugal, pela sua colecção singular, dedicada ao azulejo, expressão artística diferenciadora da cultura portuguesa, e pelo edifício ímpar em que se encontra instalado, o antigo Convento da Madre de Deus, fundado em 1509 pela rainha D. Leonor (1458-1525). No acervo, destaque para um painel de azulejos representa uma panorâmica de Lisboa antes do terramoto de 1755.

2. Sala de Portugal na Sociedade Portuguesa de Geografia

Sala de Portugal
Sala de Portugal

Fundada por iniciativa de Luciano Cordeiro em 1875, a Sociedade de Geografia de Lisboa ocupa, desde 8 de Julho de 1897, instalações de rara beleza arquitectónica e decorativa na Baixa da cidade. O Museu Etnográfico possui um notável acervo nas áreas da Etnologia e História, em especial espécies relativas às antigas possessões portuguesas em África e Ásia. O Museu é composto por várias salas. A “Sala Portugal” com os seus 50m de comprimento, rodeada por duas ordens de galerias é onde se encontra grande parte do espólio museológico.

3 Comentários

  1. Quando da minha visita fiz uma visita com um guia que separa os grupos por lingua estrangeira e explica toda a história da família que ainda reside numa parte do palácio e sobre os ornamentos e construção. Imperdível!

  2. Em outubro de 2016, estive pela primeira vez, em Lisboa. Sou neta de portugueses e estar em Portugal teve um significado especialíssimo para mim… O povo hospitaleiro, alegre, amigo, os locais agradáveis que visitei, o conhecimento que adquiri me fazem desejar ardentemente voltar e lá permanecer por muito tempo…

  3. Igreja Menino Deus visita guiada livre tocando à porta. Palácio Burnay só a entrada pode ser vista livremente. Palácio Ega só 2 ou 3 visitas guiadas anuais. Telefonar para marcar. O Palácio Fronteira é visitável diariamente excepto fim de semana. Telefonar para marcar visita ao interior. Os jardins não necessitam de marcação.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here